Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lira fala em desmembramento da reforma tributária e promulgação rápida de trechos consensuais

    Lira disse que 90% do texto da reforma é consensual e afirmou que a Câmara poderá se concentrar na reanálise apenas das modificações feitas pelo Senado

    Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, participou nesta quarta-feira (4) de um seminário em celebração dos 35 anos da Constituição Federal
    Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, participou nesta quarta-feira (4) de um seminário em celebração dos 35 anos da Constituição Federal Mario Agra/Câmara dos Deputados

    Daniel Rittnerda CNN

    em Brasília

    O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), avalia propor o desmembramento da reforma tributária e a promulgação dos trechos em que houver consenso com o Senado.

    Em café com jornalistas, nesta terça-feira (7), Lira disse que 90% do texto da reforma é consensual e afirmou que a Câmara poderá se concentrar na reanálise apenas das modificações feitas pelo Senado.

    “É uma sugestão. Não falei com [Rodrigo] Pacheco ainda, mas penso que é inteligente”, afirmou o presidente da Câmara.

    Para os trechos em que houver diferenças de texto, Lira acredita na nova votação dos deputados ainda em 2024. “Tem que fazer [a reforma tributária] até o fim deste ano”.

    Para ele, o Senado está aperfeiçoando pontos da reforma, como a exclusão da possibilidade de um novo imposto estadual sobre bens primários (como produtos agrícolas e minérios). “Foi um erro”.

    Lira se mostrou otimista, na conversa, com a aprovação da tributária no Senado entre hoje e amanhã. “Se Deus quiser, será votada”, afirmou.

    Veja também – Entenda os modelos de privatização usados no Brasil