Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lira quer 308 votos para aprovação da nova regra fiscal

    Proposta requer 257 votos em plenário da Câmara, mas presidente da Casa, no entanto, já disse a interlocutores que quer uma mensagem mais forte ao mercado

    Daniel Rittnerda CNN

    em Brasília

    O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), tem como meta o apoio de pelo menos 308 deputados à proposta de arcabouço fiscal que foi aprovada nesta quarta-feira (29) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e está prestes a ser encaminhada ao Congresso.

    A rigor, como ocorre com qualquer projeto de lei complementar, o novo marco das contas públicas requer 257 votos em plenário. Lira, no entanto, já disse a interlocutores que quer uma mensagem mais forte ao mercado.

    Para ele, esse é o tipo de medida que exige uma construção mais consensual no Legislativo e um sinal claro de respaldo à sustentabilidade das finanças públicas. Por isso, o presidente da Câmara pretende buscar um número de votos suficientes para aprovar propostas de emenda constitucional (PECs) — 308.

    O recado de Lira, transmitido a pessoas que estiveram com ele nos últimos dias, foi dado antes da reunião desta quarta-feira em que líderes de partidos receberam a versão definitiva do novo marco fiscal. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, fez questão de apresentar a proposta final aos deputados.