Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mercado mantém previsão de inflação após 11 semanas de alta e vê PIB maior no ano

    Boletim Focus mostra IPCA com alta de 5,90% em 2023 e 4,02% em 2024; expectativa para PIB em 2023 foi para de 0,85%, ante 0,84% na semana anterior

    Ligia TuonElis Barretoda CNN

    O mercado financeiro manteve a expectativa para a inflação de 2023, após 11 semanas seguidas de alta.

    O cálculo para 2024 também ficou estável em relação à semana passada, segundo o boletim Focus, divulgado pelo Banco Central (BC) nesta segunda-feira (6).

    A mudança veio na previsão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2023, que foi a 0,85%, ante 0,84% na semana anterior.

    É a terceira semana consecutiva que mercado ajusta para cima a previsão do crescimento econômico do país.

    Ainda segundo o Focus, a previsão para o resultado primário do governo federal teve uma melhora em relação à divulgação da semana anterior. Para os agentes financeiros, o governo federal deve encerrar 2023 com um déficit primário de 1% do PIB, enquanto na semana passada a previsão era um déficit de 1,03% do PIB.

    Outro indicador de contas públicas que apresentou melhora foi a dívida líquida do setor público, que deve encerrar 2023 em 61% do PIB, ante projeção de 61,23% do PIB na semana anterior.

    Veja principais previsões:

    • Alta do IPCA de 5,90% em 2023, frente 5,90% na semana anterior
    • Alta do IPCA de 4,02% em 2024, frente 4,02% na semana anterior
    • Selic em 12,75% no final de 2023, ante 12,75% na semana anterior
    • Selic em 10,00% no final de 2024, ante 10,00% na semana anterior
    • PIB em 2023 de 0,85%, ante 0,84% na semana anterior
    • PIB em 2024 de 1,50%, ante 1,50% na semana anterior
    • Taxa de câmbio de R$5,25 no final de 2023, contra R$5,25 na semana anterior
    • Taxa de câmbio de R$5,30 no final de 2024, contra R$5,30 na semana anterior