Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ibovespa fecha em alta de 1,53% puxado por Wall Street e petróleo; dólar cai a R$ 5,18

    Investidores ainda monitoram clima político em Brasília, na esteira de ataques aos Três Poderes no fim de semana, enquanto expectativa de dado de inflação nos EUA foi foco no exterior

    da Reuters

    O Ibovespa terminou em alta de 1,53% nesta quarta-feira (11), aos 112.517,08 pontos, o sexto pregão seguido de alta, impulsionado por Wall Street e pelas petrolíferas 3R Petroleum (13,64%) e PetroRio (7,76%) entre destaques positivos beneficiadas pelo forte avanço do petróleo no exterior.

    Já o dólar fechou em queda de 0,40%, cotado a R$ 5,181 na venda, com investidores reagindo bem a acenos da ala econômica do governo à responsabilidade fiscal e ainda repercutindo a resposta forte das autoridades brasileiras a ataques criminosos em Brasília.

    Com o fechamento de hoje, a moeda norte-americana renova a mínima para encerramento desde 23 de dezembro (R$ 5,16), depois de na véspera já ter recuado mais de 1%.

    Investidores ainda monitoram o clima político em Brasília na esteira de ataques aos Três Poderes no fim de semana, enquanto, no exterior, o foco estava em dados de inflação norte-americanos que serão divulgados nesta quinta-feira (12).

    Na última sessão, o Ibovespa registrou sua quinta alta seguida, com avanço de 1,55%.

    Já a moeda norte-americana à vista fechou em queda de 1,09%, a R$ 5,201, menor patamar para encerramento desde 23 de dezembro passado (R$ 5,165).

    O Banco Central fez neste pregão leilão de até 16 mil contratos de swap cambial tradicional para fins de rolagem do vencimento de 1° de fevereiro de 2023.

    *Publicado por Ligia Tuon e Ana Carolina Nunes