Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Mutirão Desenrola”: agências de BB e Caixa abrem uma hora mais cedo nesta quarta (22)

    Em conjunto com governo federal, unidades do banco estarão disponíveis para atendimentos especializados relacionados ao programa de negociação de dívidas

    Pelas estimativas da Caixa, já foram renegociados R$ 5,02 bilhões em dívidas através do Desenrola, até segunda-feira (20), na instituição
    Pelas estimativas da Caixa, já foram renegociados R$ 5,02 bilhões em dívidas através do Desenrola, até segunda-feira (20), na instituição Foto: José Cruz/Agência Brasil

    Diego Mendesda CNN

    São Paulo

    Nesta quarta-feira (22), agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil abrirão uma hora mais cedo, como parte da ação “Dia D — Mutirão Desenrola”.

    Em projeto conjunto com o governo federal, as unidades do banco estarão disponíveis para atendimentos especializados relacionados ao Desenrola Brasil, à negociação de dívidas do FIES e informações sobre a quitação de contratos do Minha Casa, Minha Vida para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou Bolsa Família.

    Desde o dia 20 de novembro, o programa Desenrola Brasil incluiu uma nova condição aos clientes com contratos em atraso de até R$ 20 mil. Os clientes enquadrados no programa poderão optar por parcelar seus contratos em atraso com condições especiais.

    Segundo a instituição, o “Dia D — Mutirão Desenrola” visa estimular a negociação de contratos em atraso, ampliando o alcance do programa e promovendo a redução do endividamento da população.

    Além dos descontos oferecidos, o cliente pode parcelar suas dívidas, sem entrada, e em até 60 meses — permitindo o consumidor restabelecer sua capacidade financeira e iniciar 2024 com um melhor planejamento.

    Pelas estimativas da Caixa, já foram renegociados R$ 5,02 bilhões em dívidas através do Desenrola, até segunda-feira (20), na instituição.

    Segundo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, o desconto médio no Desenrola é de 83% e pode chegar a 99% em alguns casos. Ao todo, o banco atendeu 215,2 mil clientes, por meio da renegociação de 273,5 mil contratos comerciais.

    Segundo ele, do total de dívidas de R$ 100, R$ 10 milhões foram cancelados. “Tudo somado, 7 milhões de brasileiros”, calculou. “O potencial do programa, teoricamente, podemos chegar a R$ 30 bilhões.”

    FIES

    As agências também funcionarão em horário estendido para os estudantes tirarem dúvidas sobre a renegociação de seus contratos FIES (Financiamento Estudantil).

    Os descontos podem chegar a até 99% do total devido. Até o momento, o banco já registrou mais de R$ 2,99 bilhões em dívidas negociadas desde o dia 7 de novembro, com um total de R$ 2,54 bilhões em descontos.

    Aproximadamente 61,1 mil estudantes solicitaram adesão à renegociação e o desconto médio é de 85,21% sobre os valores originais.

    Toda a renegociação pode ser feita 100% digital pelo aplicativo ou pelo portal do programa, além do atendimento que pode ser realizado nas agências físicas.

    As condições para renegociação são válidas até 31 de maio de 2024 e consideram a posição de atraso da dívida no dia 30 de junho de 2023:

    • 0 a 90 dias de atraso: 12% de desconto para quitação do saldo devedor à vista. Para aderir nesta modalidade, é necessário estar adimplente na data da adesão;
    • Mais de 90 dias de atraso: 12% de desconto para quitação do saldo devedor à vista ou reparcelamento em até 150 prestações mensais com a redução de 100% dos juros e multa por atraso;
    • Mais de 360 dias de atraso (devedor cadastrado no CadÚnico em 30 de junho de 23 ou beneficiário do Auxílio Emergencial 2021): desconto de 99% do valor consolidado da dívida no pagamento à vista, ou em 15 vezes para contratos com a última parcela do contrato com mais de cinco anos de atraso. Desconto de 92% do valor consolidado da dívida no pagamento à vista, ou em 15 vezes para contratos com a última parcela gerada há menos de cinco anos;
    • Mais de 360 dias de atraso (que não se enquadre nas condições acima): até 77% de desconto do valor total da dívida, para quitação à vista ou em 15 vezes.

    Em caso de parcelamento, a parcela deverá ser de, no mínimo, R$ 200.

    Minha Casa Minha Vida

    O mutirão também será direcionado à liquidação de contratos da Faixa I do Programa Minha Casa, Minha Vida, conforme Portaria 1248/2023 do Ministério das Cidades.

    O banco já iniciou a quitação dessas dívidas para os clientes beneficiários do Bolsa Família ou que se enquadram ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), presentes na base de inscritos até a data de publicação da portaria, dia 28 de setembro de 2023.

    Clientes que acessaram imóveis com recursos do Governo Federal por meio do FAR e FDS, que já pagaram 60 ou mais parcelas de seu financiamento também terão os contratos quitados, de acordo com os termos da Portaria 1.248/2023, assim como os contratos celebrados no âmbito do MCMV – Rural (antigo PNHR) com ao menos 1 parcela paga.

    Ao todo, a expectativa é que sejam quitados mais de 700 mil contratos até o dia 28 de março de 2024.

    De acordo com nota da Caixa, não é necessário solicitar a quitação dos contratos.

    “O processo será realizado de maneira automática. No entanto, o cliente pode ir até as agências da Caixa, a qualquer momento, para verificar se o seu contrato está dentro das regras da portaria.”

    Veja também: Desenrola passa a renegociar dívidas de até R$ 20 mil