Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Novo premiê britânico Rishi Sunak não participará da cúpula do clima COP27

    Sunak tornou-se primeiro-ministro na segunda-feira e adiou um plano fiscal para 17 de novembro, enquanto busca enfrentar uma crise de custo de vida

    Há pouco menos de um ano, o Reino Unido anunciou o acordo do Pacto Climático de Glasgow
    Há pouco menos de um ano, o Reino Unido anunciou o acordo do Pacto Climático de Glasgow REUTERS/Peter Nicholls

    Por Alistair Smout e Sachin Ravikumar, da Reuters

    O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, não participará da cúpula do clima COP27, que começa no Egito no próximo mês, disse seu gabinete nesta quinta-feira (27), com outros ministros de alto escalão permitindo que ele se concentre em questões domésticas e em um importante plano fiscal.

    Sunak tornou-se primeiro-ministro na segunda-feira e adiou um plano fiscal para 17 de novembro, enquanto busca enfrentar uma crise de custo de vida e restaurar a credibilidade econômica internacional prejudicada no curto mandato de sua antecessora, Liz Truss.

    Esperava-se que Truss participasse, mas nesta quinta-feira o gabinete de Sunak em Downing Street disse que o novo primeiro-ministro não planeja ir à cúpula do clima.

    Um porta-voz afirmou que o Reino Unido continua “absolutamente comprometido em apoiar a COP27 e liderar a ação internacional para combater as mudanças climáticas e proteger a natureza”, tendo sediado a cúpula da COP26 em Glasgow no ano passado.

    Há pouco menos de um ano, o Reino Unido anunciou o acordo do Pacto Climático de Glasgow, finalizado em circunstâncias dramáticas após meses de negociações árduas que se estenderam até os minutos finais.

    O acordo foi feito para garantir que o mundo ainda tenha a chance de evitar os piores impactos do aquecimento global.

    “O Reino Unido será totalmente representado por outros ministros seniores, bem como pelo presidente da COP, Alok Sharma”, disse o porta-voz.