Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    OCDE: taxa de desemprego nos países do grupo recua para 5,5% em novembro

    Índice segue 0,2 ponto porcentual acima do nível de fevereiro de 2020, antes do primeiro choque causado pela pandemia

    Sede em OCDE em Paris
    Sede em OCDE em Paris Foto: REUTERS/Charles Platiau

    André Marinho, do Estadão Conteúdo

    A taxa de desemprego nos países que integram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) recuou de 5,7% em outubro de 2021 para 5,5% em novembro do ano passado, no sétimo mês consecutivo de queda, informou a instituição com sede em Paris, nesta terça-feira (18).

    Segundo a OCDE, a taxa de desemprego segue 0,2 ponto porcentual acima do nível de fevereiro de 2020, antes do primeiro choque causado pela pandemia.

    O número de trabalhadores desempregados nas nações que fazem parte do grupo caiu 1,1 milhão de outubro para novembro, a 36,9 milhões – 1,5 milhão acima do patamar anterior à Covid-19.

    A Organização revela que, na base comparativa, a taxa de desemprego caiu tanto para mulheres (de 5,9% a 5,8%) quanto para homens (de 5,5% a 5,3%). Entre jovens, o indicador cedeu de 11,9% para 11,8%.

    “A queda da taxa de desemprego na área da OCDE quando comparada com o pico de abril de 2020 deve ser interpretada com cautela, pois reflete em grande parte o retorno de trabalhadores demitidos temporariamente nos Estados Unidos e no Canadá, onde são registrados como desempregados, ao contrário da maioria de outros países”, explica a instituição.

    A OCDE acrescenta que os dados podem mascarar a real fraqueza do mercado de trabalho, uma vez que algumas pessoas sem trabalho podem ter saído da força de trabalho por não estarem mais buscando emprego.