Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Os BDRs com maior retorno nos últimos 12 meses: Tesla, Nvidia, Apple e PayPal

    Empresas de tecnologia dominam a lista das BDRs mais negociadas em 2020, segundo estudo da Economatica

    A Vasta, empresa da Cogna, fez a sua estreia na Nasdaq no fim de julho
    A Vasta, empresa da Cogna, fez a sua estreia na Nasdaq no fim de julho Foto: Divulgação

    Marcelo Sakate,

    do CNN Brasil Business, em São Paulo

    Investidores brasileiros nunca negociaram tantos Brazilian Depositary Receipts (BDRs) como em 2020. O volume diário médio de negociação neste ano tem sido R$ 59,8 milhões, o que representa um avanço de 267% em relação ao volume médio de R$ 16,3 milhões ao longo de 2019. Os dados são da consultoria Economatica e levam em conta informações até a última quarta-feira (12).

    Os BDRs são recibos de ações negociadas em bolsas no exterior. O interesse crescente e a decisão de democratizar o acesso a esses recibos levou a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a anunciar na última terça-feira (11) o acesso de pequenos investidores aos BDRs de empresas brasileiras, como XP Inc., Stone, Vasta e PagSeguro, entre outras. As três primeiras são negociadas na Nasdaq, e a PagSeguro, na Bolsa de Nova York.

    Em dólares, o crescimento do volume de negociação também se confirma, mas em menor magnitude, dada a forte desvalorização do real em relação ao dólar neste ano – a moeda americana se valorizou 35%. O movimento diário de BDRs em dólar foi de 190%.

    Leia também:
    O que são BDRs e quem pode investir em ações no exterior?
    XP, PagSeguro, Stone: agora é possível investir em empresa brasileira lá fora
    Carteira Inteligente: Como e quando diversificar e investir no exterior

    O estudo da Economatica revelou ainda quais são as BDRs de empresas estrangeiras mais negociadas na média diária de 2020 (até o dia 12 de agosto).

    O ranking é dominado pelas big techs (Amazon, Apple, Alphabet, Facebook e Microsoft) e por outras empresas de tecnologia conhecidas do brasileiro, caso do Mercado Livre, que é argentina: 

    1) Amazon: R$ 3,7 milhões
    2) Mercado Libre: R$ 3,6 milhões
    3) Alphabet (Google): R$ 3,3 milhões
    4) Apple: R$ 3,2 milhões
    5) Microsoft: R$ 3,2 milhões

    Outra informação importante revelada pela Economatica é a das BDRs que se mostraram o melhor investimento nos últimos 12 meses, dada a valorização acumulada. Nesse caso, a maior empresa do mundo do setor automotivo, a Tesla, do empreendedor Elon Musk, se mostrou imbatível:

    1) Tesla: +822%
    2) Nvidia: +308%
    3) Apple: +213%
    4) PayPal: +151%
    5) Mercado Libre: +148%.

    Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook