Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Para mercado, Warren Buffet está abandonando gigante chinesa de elétricos BYD

    Ações da BYD nos EUA caíram 11% na terça-feira (12), depois que órgão de Hong Kong registrou um aumento de 225 mi de ações nas ações da BYD do Citibank

    Warren Buffett, CEO da Berkshire Hathaway: Enorme participação da Berkshire na empresa representava 20,5% das ações em circulação da empresa
    Warren Buffett, CEO da Berkshire Hathaway: Enorme participação da Berkshire na empresa representava 20,5% das ações em circulação da empresa 06/05/2018REUTERS/Rick Wilking

    David Goldmando CNN Business

    em Nova Iorque

    Parece que Warren Buffett desistiu da BYD, a maior fabricante de veículos elétricos da China.

    As ações da BYD nos Estados Unidos caíram 11% na terça-feira (12), depois que o Sistema Central de Compensação e Liquidação de Hong Kong registrou um aumento maciço de 225 milhões de ações nas ações da BYD do Citibank, informou a Reuters.

    Esse é o número exato de ações da BYD que a Berkshire Hathaway de Buffett possuía.

    A Berkshire não respondeu a um pedido de comentário e pode não ser conhecido se Buffett vendeu a participação até a próxima divulgação regulatória trimestral da empresa, marcada para meados de agosto. As ações da Berkshire Hathaway subiram menos de 1% na terça-feira.

    Mas os investidores não estavam esperando para vender o que acreditavam ser uma má notícia para a BYD. A enorme participação da Berkshire na empresa representava 20,5% das ações em circulação da empresa.

    A BYD está em segundo lugar nas vendas de EVs na China e está no encalço da Tesla. A BYD vendeu 69.544 veículos elétricos na China no mês passado, em comparação com 78 mil da Tesla.

    O mercado automotivo geral da China desacelerou na primavera e os bloqueios abrangentes do país mantiveram os trabalhadores das fábricas em casa e os potenciais compradores afastados.

    Ainda assim, a BYD continuou a dominar. A empresa vendeu um recorde de 106 mil veículos de energia nova em abril, mais da metade dos quais eram totalmente elétricos.

    As vendas da empresa aumentaram 300% entre abril de 2021 e abril de 2022.

    Analistas atribuíram a resiliência da BYD nas vendas à sua “cadeia de suprimentos vertical integrada”.

    O modelo de negócios tornou a BYD menos vulnerável a interrupções na cadeia de suprimentos durante os bloqueios, enquanto os rivais tiveram que reduzir a produção por causa da escassez de chips e baterias.

    O mercado da China começou a crescer novamente nos últimos meses.

    Mesmo que seus concorrentes ganhem impulso, a BYD se beneficiará: a empresa supostamente tem um acordo para fornecer à Tesla tecnologia de bateria em breve.

    A BYD fabrica baterias de fosfato de ferro e lítio “Blade Batteries” desde 2020, para uso em seus próprios carros e para venda a outras montadoras.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original