Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Saque-aniversário tem início nesta segunda-feira; veja se vale a pena sacar

    Benefício do FGTS começa a ser depositado para os brasileiros nascidos em janeiro e àqueles que pediram empréstimo

    Fabrício Juliãodo CNN Brasil Business

    em São Paulo

    A partir desta segunda-feira (3), os brasileiros nascidos em janeiro podem retirar os valores do saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Também poderão receber o pagamento aqueles que pediram uma antecipação do benefício.

    O saque-aniversário permite a retirada de parte do saldo da conta do fundo do trabalhador no mês de seu aniversário. No entanto, existem algumas regras para que o saque ocorra.

    A solicitação deve ser feita por meio do aplicativo do FGTS, pelo site da Caixa ou em alguma agência.

    Aqueles que realizarem o pedido no mês de seu aniversário vão receber o pagamento no mesmo ano.

    Portanto, caso os nascidos em janeiro optem por solicitar o pagamento até o dia 31, eles receberão os valores ainda este mês. No entanto, se essas pessoas pedirem o benefício a partir de fevereiro, a Caixa só vai disponibilizar o dinheiro a partir do ano que vem.

    Arte / CNN Brasil

    Quem optar pela retirada do saque-aniversário vai perder o direito ao saque-rescisão, que é o pagamento de todo o valor do FGTS ao trabalhador em caso de demissão.

    Para essas pessoas, será possível sacar apenas uma multa de 40%.

    Arte / CNN Brasil

     

    Qual a melhor alternativa?

    Com o benefício disponível, algumas pessoas podem se questionar se vale a pena ou não realizar o saque. Segundo a analista de economia da CNN Priscila Yazbek, não é recomendado fazer o saque-aniversário em casos de solicitação via empréstimo.

    Isso porque, para os brasileiros nessa condição, há uma taxa de juros de 1,49% ao mês, cerca de 20% ao ano.

    “Se for pela opção do empréstimo, é melhor esperar chegar no mês do seu aniversário. É igual o Imposto de Renda, que dá para antecipar a restituição, mas nem sempre é a melhor alternativa por causa dos juros, a não ser que precise pagar dívidas”, disse.

    Segundo ela, os economistas dizem que sempre vale a pena sacar o FGTS, pois o dinheiro rende muito pouco estacionado no Fundo.

    “Se fizermos contas matemáticas, é melhor sacar o valor pois o FGTS rende cerca de 5% ao ano, e hoje temos aplicações que pagam mais de 10%”.

    No entanto, Yazbek faz a ressalva de que é necessário disciplina caso a opção escolhida seja o saque do benefício.

    “Isso é recomendado se a pessoa for disciplinada e fizer o saque para pagar dívidas ou escolher um investimento mais vantajoso. Se for sacar para usar o dinheiro em gastos supérfluos, é melhor deixar ele no FGTS, pois, apesar de render pouco, será uma poupança”, ressaltou.