Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tax free dobraria gasto anual de estrangeiros no Brasil, mostra pesquisa

    Compras por visitante internacional sem o benefício rendem ao país pouco mais de R$ 1 bilhão, mas poderiam passar dos R$ 2 bilhões com a adoção do sistema de devolução de impostos, de acordo com levantamento da Fecomercio RJ

    Pedro Zanattada CNN

    em São Paulo

    A implementação da chamada “tax free” no Brasil elevaria os gastos de turistas estrangeiros no país para US$ 411,6 milhões, ou pouco mais de R$ 2 bilhões considerando o câmbio desta terça-feira (18)

    A projeção foi calculada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ) e faz parte de uma pesquisa que mapeou o perfil do turista estrangeiro a partir do Rio de Janeiro.

    Atualmente, o volume despendido em compras por visitantes internacionais no país é de US$ 212,6 milhões, com média de US$ 542,9 por núcleo visitante (famílias, viajantes solos ou casais). Se o país implementasse tax free, o gasto médio aumentaria US$ 665, elevando a média de compras no Brasil para mais de US$ 1,2 mil.

    Tax free é um benefício concedido por muitos países a turistas estrangeiros em que se devolve ao visitante o percentual gasto em compras referente a impostos. A pesquisa da Fecomercio RJ mostra que turistas do exterior estariam dispostos a gastar o dobro caso tivessem devolução do valor pago em impostos.

    A sondagem ouviu 866 turistas estrangeiros, entre os dias 07 e 14 de março, e respeitou a proporcionalidade do destino de procedência dos turistas contida no Anuário Estatístico de Turismo 2020, ano base 2019, do Ministério do Turismo, relativamente ao desembarque no Rio de Janeiro.

    Impactos na decisão de compra

    Dos turistas estrangeiros entrevistados, 48,7% disseram já ter ouvido falar do programa de reembolso, sendo que 50,7% deles já utilizaram em outras viagens.

    Dentre os que já ouviram falar, 27,3% disseram que é importante para efetuar as compras. Depois de explicado o funcionamento do tax free para quem desconhecia e para os que já ouviram falar do programa, 53,7% afirmaram que ele estimula o consumo.

    De acordo com a pesquisa, 73% dos entrevistados acham que o Brasil deveria adotar o programa de reembolso, sendo que 46,2% revelaram que gastariam mais ou passariam a comprar com a adoção da medida.