Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Uruguai apresenta tratado de livre-comércio e ignora alerta de Brasil e Mercosul

    Formalização do pedido de ingresso no acordo econômico foi anunciada pelo presidente Luis Lacalle Pou

    Renato Vasconcelos, do Estadão Conteúdo

    O Uruguai apresentou na quinta (1º) o termo de adesão ao Acordo Trans-Pacífico, tratado de livre-comércio que agrega países da Ásia, Oceania e América, ignorando o alerta de Brasil, Argentina e Paraguai sobre uma possível retaliação ao país em caso de negociação de termos comerciais fora do Mercosul.

    A formalização do pedido de ingresso no tratado econômico, que reúne potências mundiais como Austrália, Canadá e Japão, foi anunciada pelo presidente Luis Lacalle Pou, que disse na quarta-feira (30) que não recuaria do plano de internacionalização para atender a pressão dos vizinhos continentais.

    Na quarta-feira, as chancelarias de Brasil, Argentina e Uruguai divulgaram uma nota conjunta advertindo Montevidéu de que buscariam todas as medidas jurídicas e comerciais possíveis caso o governo uruguaio apresentasse o pedido de adesão ao acordo fora do Mercosul, sem a participação dos países integrantes do bloco nas negociações.

    Na visão dos vizinhos sul-americanos, o Uruguai estaria violando o Tratado de Assunção, acordo que fundou o Mercado Comum do Sul, e o artigo 1.° da resolução que reafirma o compromisso dos países-membros de “negociar de forma conjunta acordos de natureza comercial com terceiros países ou blocos de países extrazona nos quais se outorguem preferências tarifárias”.