Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    US$ 2 mil por segundo: lucro da ExxonMobil sobe 273% no 2º tri com gasolina mais cara

    Lucro da gigante americana de petróleo, excluindo itens especiais, chegou a US$ 17,6 bilhões de abril e junho, quase o dobro do que fez em seu muito lucrativo 1º trimestre

    Chris Isidoredo CNN Business

    A ExxonMobil e a Chevron relataram lucros maciços recordes graças aos preços recordes da gasolina durante o trimestre.

    O lucro da Exxon, excluindo itens especiais, chegou a US$ 17,6 bilhões no segundo trimestre, quase o dobro do que fez em seu muito lucrativo primeiro trimestre, quando os preços do petróleo e do gás começaram a subir após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

    O lucro do segundo trimestre aumentou 273% em relação ao mesmo período do ano anterior.

    A Chevron faturou US$ 11,4 bilhões excluindo itens especiais, um aumento de 74% em relação ao primeiro trimestre e de 247% em relação ao ano anterior.

    Incluindo itens únicos, ambos ganharam centenas de milhões a mais: o lucro líquido da ExxonMobil atingiu US$ 17,9 bilhões, enquanto a Chevron arrecadou US$ 11,6 bilhões.

    O lucro líquido da ExxonMobil chegou a US$ 2.245,62 a cada segundo de cada dia do trimestre de 92 dias. Com base nisso, a Chevron ganhou US$ 1.462,11 por segundo.

    Como leva cerca de dois minutos para bombear 75 litros de gasolina, isso significa que os dois gigantes do petróleo ganharam mais de US$ 400 mil entre eles no tempo que você levou para encher seu tanque.

    A Reuters informou que este foi um lucro recorde para ambas as empresas – embora nenhuma delas tenha mencionado isso em seu comunicado, como as empresas normalmente fazem quando seus ganhos atingem recordes históricos.

    Os preços do petróleo começaram a cair recentemente, e os preços do gás estão caindo junto com eles. A Associação Automobilística Americana (AAA) coloca o preço médio do gás na sexta-feira (29) em US$ 4,26 o galão.

    Isso representa uma queda de 76 centavos por galão, ou 15%, em relação ao recorde de US$ 5,02 por galão alcançado em 14 de junho.

    Mas uma das principais razões para esse declínio é o crescente temor entre os investidores que negociam contratos futuros de petróleo e gasolina de que o país está caminhando para a recessão.

    E se for, um dos principais motivos é que o Federal Reserve está elevando as taxas de juros em um ritmo historicamente rápido, em um esforço para controlar a inflação.

    E os altos preços do gás são um dos principais impulsionadores desses aumentos de preços.

    A economia dos EUA encolheu em tamanho a cada um dos últimos dois trimestres, o que é uma abreviação popular para uma recessão.

    Embora os economistas estejam debatendo se a economia já está ou não em recessão, ou se está à frente, muitos consumidores sentem que já estamos em uma recessão econômica.

    Os altos preços do gás são uma das razões pelas quais eles se sentem assim.

    As ações da ExxonMobil subiram mais de 50% este ano até o fechamento de quinta-feira (28), enquanto as ações da Chevron ganharam mais de 30%, tornando-as entre as de melhor desempenho na média industrial Dow Jones.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original