Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vendas de moradias usadas nos EUA caem 3,4% em abril

    Essa é a segunda queda mensal consecutiva em abril, informou a Associação Nacional de Corretores de Imóveis na quinta-feira (18)

    Havia 1,04 milhão de casas usadas no mercado no mês passado, um aumento de 1,0% em relação ao ano anterior
    Havia 1,04 milhão de casas usadas no mercado no mês passado, um aumento de 1,0% em relação ao ano anterior REUTERS/Sarah Silbiger

    da Reuters

    As vendas de moradias usadas nos Estados Unidos caíram pelo segundo mês consecutivo em abril, com os preços subindo em aproximadamente metade do país, o que, juntamente com as taxas de hipoteca possivelmente mais altas, pode atrasar a recuperação do mercado imobiliário.

    As vendas de moradias usadas caíram 3,4% no mês passado, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 4,28 milhões de unidades, informou a Associação Nacional de Corretores de Imóveis na quinta-feira (18). As vendas caíram nas quatro regiões.

    Economistas consultados pela Reuters previam queda das vendas para uma taxa de 4,30 milhões de unidades.

    As revendas de residências, que respondem por uma grande fatia das vendas de imóveis nos Estados Unidos, caíram 23,2% na comparação anual em abril.

    O mercado imobiliário sofreu o maior impacto da campanha de aperto monetário mais rápida do Federal Reserve desde a década de 1980.

    A taxa média da popular hipoteca fixa de 30 anos caiu de um pico de 7,08% em novembro, que foi o mais alto desde 2002. A média foi de 6,35% na semana passada, ainda superior a 5,30% um ano atrás, de acordo com dados da agência Freddie Mac.

    A oferta habitacional persistentemente restrita está tornando difícil para os potenciais compradores voltarem ao mercado para aproveitar o recuo nas taxas de hipoteca. É improvável que a oferta melhore com muitos proprietários vivendo mais tempo em suas propriedades, dissuadidos pelas taxas de hipoteca ainda altas.

    A escassez de materiais de construção diminuiu significativamente o ritmo de construção de novas casas. O aperto das condições de crédito também pode tornar mais difícil para os construtores financiar novos projetos.

    O preço médio das casas existentes caiu 1,7% em relação ao ano anterior, para US$ 388,8 mil em abril. Ainda assim, os mercados das regiões Nordeste e Meio-Oeste registraram ganhos de preços.

    “Aproximadamente metade do país está vendo ganhos de preços”, disse Lawrence Yun, economista-chefe da associação de corretores.

    Havia 1,04 milhão de casas usadas no mercado no mês passado, um aumento de 1,0% em relação ao ano anterior.

    No ritmo de vendas de abril, levaria 2,9 meses para esgotar o estoque atual de casas existentes, acima dos 2,2 meses do ano anterior. Uma oferta de quatro a sete meses é vista como um equilíbrio saudável entre oferta e demanda.