Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vendas do McDonald’s superam expectativas e aumentam 12,6% no 1º trimestre

    Analistas estimavam um aumento de 8,5% nas vendas globais comparáveis

    Vendas também aumentaram 12,6% em cada um dos segmentos geográficos do McDonald's
    Vendas também aumentaram 12,6% em cada um dos segmentos geográficos do McDonald's 09/01/2017REUTERS/Jason Lee

    Por Hilary Russ e Deborah Mary Sophia, da Reuters

    O McDonald’s superou as expectativas de Wall Street em relação às vendas globais comparáveis e ao lucro do trimestre nesta terça-feira (25), com mais clientes de todas as faixas de renda indo à rede em todos os mercados em que a empresa atua em meio à ameaça de recessão.

    As vendas globais comparáveis subiram 12,6%, também com o apoio dos preços mais altos de hambúrgueres e batatas fritas, superando as estimativas dos analistas de um aumento de 8,5%, segundo dados da Refinitiv IBES.

    Além disso, as vendas aumentaram 12,6% em cada um dos segmentos geográficos do McDonald’s –incluindo na Europa, onde a inflação é mais severa do que nos Estados Unidos.

    A empresa com sede em Chicago está ganhando participação de mercado “em todas as faixas de renda, o que nos faz sentir bem sobre onde estamos do ponto de vista de valor e consistência”, disse o presidente-executivo da companhia, Chris Kempczinski, durante uma teleconferência de resultados.

    O McDonald’s não disse em quanto aumentaram as visitas, mas dados da Placer.ai mostram que o tráfego nos restaurantes da rede nos EUA cresceu durante as primeiras 14 semanas do ano, ultrapassando a categoria mais ampla de fast-food.

    A receita total da empresa aumentou 4% em relação ao ano anterior, para quase US$ 5,9 bilhões nos três meses encerrados em 31 de março, resultado acima das estimativas de queda de 1,4% na base anual, para US$ 5,587 bilhões.

    Em uma base ajustada, o McDonald’s lucrou US$ 2,63 por ação, em comparação com estimativas de US$ 2,33.

    Mais Recentes da CNN

    Mais Recentes da CNN