Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vendas no varejo dos EUA batem expectativas em janeiro com alta de 3,8%

    Dados de dezembro foram revisados para baixo, mostrando queda de 2,5%, em vez de 1,9%

    Economistas previam alta de 2,0% nas vendas varejistas dos EUA
    Economistas previam alta de 2,0% nas vendas varejistas dos EUA Mike Segar/Reuters

    Lucia Mutikanida Reuters

    As vendas no varejo dos Estados Unidos se recuperaram com força em janeiro, em meio a um aumento nas compras de veículos e outros bens, mas os preços mais altos podem atenuar seu impacto sobre o crescimento econômico neste trimestre.

    As vendas no varejo subiram 3,8% no mês passado, informou o Departamento de Comércio nesta quarta-feira (16). Os dados de dezembro foram revisados para baixo, mostrando queda de 2,5%, em vez de 1,9%, conforme relatado anteriormente.

    Economistas consultados pela Reuters previam alta de 2,0% nas vendas varejistas, com as estimativas variando de 0,7% a 4,4%.

    Excluindo automóveis, gasolina, materiais de construção e serviços de alimentação, as vendas varejistas avançaram 4,8% no primeiro mês de 2022.

    Os dados de dezembro foram revisados para baixo para mostrar queda de 4,0% no chamado núcleo das vendas no varejo, em vez dos 3,1% relatados anteriormente.

    O núcleo das vendas corresponde com mais proximidade ao componente dos gastos do consumidor do Produto Interno Bruto (PIB).

    Com os preços mais elevados respondendo por parte do aumento nas vendas, o núcleo das vendas no varejo ajustado pela inflação foi mais fraco, o que pode manter os gastos do consumidor em uma trajetória mais lenta de crescimento no início do primeiro trimestre.

    As chamadas vendas reais no varejo são importantes na medição do crescimento dos gastos do consumidor. Em dezembro, o gasto real do consumidor recuou 1%.

    As estimativas de crescimento econômico nos Estados Unidos para o primeiro trimestre estão em grande parte abaixo de uma taxa anualizada de 2%. A economia norte-americana cresceu a um ritmo de 6,9% no quarto trimestre. Em 2021, o crescimento foi o mais forte desde 1984.