Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vendas no varejo sobem 1,1% em novembro, aponta índice

    Alta vem após avanço de 1% em outubro e de 0,3% em setembro

    Clientes pesquisam preços de caixas de som em uma loja da Casas Bahia, da Via, em São Paulo
    Clientes pesquisam preços de caixas de som em uma loja da Casas Bahia, da Via, em São Paulo Reuters/Nacho Doce

    da Reuters

    As vendas no varejo subiram 1,1% em novembro, descontada a inflação, na comparação com o mesmo período do ano anterior, em desempenho influenciado especialmente pela Black Friday, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), que acompanha varejistas credenciados à empresa de meios de pagamentos Cielo.

    A alta vem após avanço de 1% em outubro e de 0,3% em setembro, mostra comunicado da Cielo. Novembro marcou o décimo terceiro avanço seguido do indicador na base anual.

    “O mês foi ajudado pela Black Friday, quando varejistas fizeram promoções e os consumidores anteciparam compras. Do início do mês até a véspera da data comemorativa, houve um crescimento de 15,6% ante o período comparável do ano anterior”, disse Vitor Levi, superintendente de dados e inovação da Cielo, no comunicado. Ele também mencionou o efeito da Copa do Mundo, que beneficiou especialmente o segmento de bares.

    A Cielo disse ainda que houve impactos de efeitos de calendário, com a presença de uma quarta-feira — dia de comércio mais ativo — a mais e uma segunda-feira a menos frente a novembro de 2021. Já o feriado da Proclamação da República caiu em uma terça-feira, enquanto no ano passado foi numa segunda-feira.

    Em termos nominais, o ICVA apresentou alta de 10,3% em novembro, disse a Cielo.

    O ICVA é apurado junto a 1,1 milhão de varejistas no país credenciados à companhia e distribuídos por 18 setores.