Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Virgin revela avião com Rolls-Royce que voará a 3 vezes a velocidade do som

    Empresa de Richard Branson pretende oferecer voos comerciais com 9 a 19 passageiros de primeira classe e executiva

    A viagem de avião de Londres para Nova York dura em média oito horas e quinze minutos. Já pensou realizá-la em uma hora e meia? É o que promete o bilionário britânico Richard Branson, fundador e CEO do grupo Virgin, que engloba negócios em setores como aviação, turismo e entretenimento.

    A sua empresa para o setor aeroespacial, a Virgin Galactic, revelou nesta segunda-feira (3) o design de sua aeronave que será capaz de voar de atingir a velocidade mach 3, equivalente a 3 vezes a velocidade do som, ou cerca de 3.700 quilômetros por hora.

    A empresa ainda revelou a assinatura de um memorando de entendimento com a também britânica Rolls-Royce para o desenvolvimento de um motor capaz de alcançar essa velocidade.

    Leia também:
    SpaceX: Cápsula com astronautas da Nasa pousa de volta à Terra; assista
    Após lançamento de foguete da SpaceX, entenda a corrida espacial comercial
    SpaceX anuncia acordo para enviar turistas à Estação Espacial Internacional

    A Rolls-Royce, mais conhecida do público em geral pelos seus carros ultra-luxuosos, tem uma expertise de longa data na fabricação de motores de jatos supersônicos. Foi a empresa que desenvolveu os motores do antigo Concorde, a mítica aeronave capaz de atingir duas vezes a velocidade do som e que realizou voos comerciais pela Air France e pela British Airways de 1976 a 2003.

    A futura aeronave, cuja data de entrega não foi revelada, deve fazer voos comerciais levando de 9 a 19 passageiros na primeira classe e na classe executiva, alcançando 60 mil pés (cerca de 18,3 quilômetros). A maioria dos voos comerciais atinge a velocidade de cruzeiro a 11 km de altitude.

    nova aeronave da virgin galactic
    nova aeronave da virgin galactic
    Foto: Divulgação

    Elon Musk

    A nova investida de Richard Branson reforça o início de uma nova era espacial. O também bilionário empreendedor Elon Musk conseguiu neste ano enviar astronautas para o espaço com cápsulas e foguetes desenvolvidos pela SpaceX, como parte de um plano para levar passageiros comuns (e muito ricos) para a órbita terrestre, para a Lua e até para Marte ao longo da década que começa.

    Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

     

     

    Tópicos

    Tópicos