Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    YouTube encerra processo sobre direitos autorais com vencedora de Grammy

    Maria Schneider acusava plataforma de permitir pirataria de suas obras

    Aplicativo do YouTube em smartphone
    Aplicativo do YouTube em smartphone 15/9/2017 REUTERS/Dado Ruvic/Ilustração

    Por Blake Brittain, da Reuters

    O YouTube e a compositora vencedora do Grammy, Maria Schneider, disseram em um processo judicial no domingo (11) que concordaram em encerrar um processo aberto pela artista, em São Francisco, nos Estados Unidos, contra o site, acusado de permitir a pirataria de suas obras.

    O julgamento no caso de violação de direitos autorais estava marcado para começar nesta segunda-feira (12). Ambos concordaram em encerrar o caso com prejuízo, o que significa que ele não pode ser reapresentado.

    Um porta-voz da Alphabet, dona do YouTube, se recusou a comentar o assunto nesta segunda-feira. Os advogados de Schneider não responderam de imediato.

    Schneider processou o YouTube em 2020 em nome de uma classe proposta de proprietários de direitos autorais pequenos ou “comuns”, argumentando que a plataforma protege grandes players, como gravadoras e estúdios de cinema, contra infratores, mas permite conteúdo pirateado de outros para atrair usuários.

    A denúncia diz que as grandes empresas têm acesso ao software avançado de identificação de conteúdo do YouTube para verificar e bloquear automaticamente conteúdo infrator, enquanto os criadores individuais são deixados “de lado”.

    O YouTube negou as alegações e disse que vai “além do esperado” para proteger os direitos autorais.