Cinco desafios com Lego para se divertir durante a quarentena

Seja recriando cenas de livros ou imaginando o próximo local para onde quer viajar, desafios com as peças de montar ajudam a entreter crianças e adultos isolado

Matt Villano, da CNN
10 de julho de 2020 às 11:58
Desafios com Lego são uma boa forma de se divertir e fazer o tempo passar durante a quarentena
Foto: Reprodução/ legoland.com

O período de isolamento social foi tudo menos chato na casa de Ina Turpen Fried. A jornalista especializada em tecnologia é fanática por Lego e optou por manter seu filho de 7 anos, Harvey, ocupado criando desafios elaborados.

Alguns dos desafios de Fried são inspirados em segmentos do programa de televisão da Fox "Lego Masters", um reality show que coroou um campeão e encerrou sua primeira temporada no início deste ano. Outros vêm direto de sua imaginação. Os objetivos das competições são diretos: incentivar a criatividade e passar o tempo.

"Nós os vemos como uma oportunidade de passar tempo juntos e deixar a imaginação a correr solta", disse Ina Turpen Fried, que mora com seu parceiro, AJ Turpen Fried, em São Francisco, nos EUA. "Os adultos também se beneficiaram. O que está acontecendo no mundo me estressa, e notei um efeito calmante em construir algo com as mãos."

Parece fácil criar desafios semelhantes com Lego em sua casa – obtenha alguns blocos, defina um limite de tempo, inicie o relógio e deixe a diversão começar. A Lego postou ideias de desafios em seu site nos últimos meses.

Assista e leia também:

Uma solução analógica contra a ansiedade do isolamento: quebra-cabeças

Crianças em casa? Especialistas recomendam manter rotina e conversar

Aqui estão cinco outras ideias para você começar.

Dê vida aos livros

Toda criança tem histórias favoritas e a maioria apresenta personagens reconhecíveis. Um dos desafios mais comuns na casa de Ina Turpen Fried é quando ela e seu parceiro mandam Harvey usar a coleção familiar de "dezenas de milhares" de blocos de Lego para dar vida a alguns desses personagens.

Nas últimas semanas, a família criou Piggie e Gerald em uma cena da popular série de livros infantis O Elefante E A Porquinha de Mo Willems; Grover da Vila Sésamo em "O monstro no final deste livro" e os cinco personagens principais da animação de 2015 “Divertidamente”. E essas são apenas algumas da recriações feitas pela família.

Fried disse que esses desafios revelaram como o filho percebe os personagens em sua mente. "É uma visão maravilhosa de como o cérebro dele funciona", disse ela. "O processo não é apenas divertido, mas também é fascinante."

Construa um veículo e teste ele

Os desafios de Lego também podem não ter um final definido. Um dos desafios comuns na casa de Ina Turpen Fried exige que os participantes gastem um tempo determinado construindo seus próprios veículos. Eles podem ser carros, caminhões, podem ser de três rodas e disparar chamas de cockpits de avião gigantes no teto. Desde que tenham rodas, podem ser qualquer coisa.

Quando terminam os veículos, os membros da família se enfrentam em uma série de corridas para ver qual criação pode descer mais rapidamente uma rampa e qual pode ir mais longe em uma superfície lisa e desobstruída.

Assista e leia também:

Isolamento aumenta risco de obesidade em crianças: como mantê-las em movimento

Cabeleireiros se vestem de heróis para atender crianças na quarentena

Além de determinar os vencedores pelo desempenho, Ina Turpen Fried e seu parceiro geralmente distribuem prêmios pela participação mais criativa (não surpreendentemente, o filho deles geralmente vence neste critério).

Crie o seu local de férias dos sonhos

Especialmente no momento em que as autoridades de saúde pública recomendam que fiquemos relativamente perto de casa, um desafio que encarrega os familiares de construir um local de férias dos sonhos pode ser uma ótima maneira de fantasiar sobre o futuro.

Para a família de Ina Turpen Fried, isso significa usar Legos para recriar lugares que eles mais gostariam de ir se pudessem em qualquer lugar do mundo. As criações para este desafio podem incluir representações de lugares reais, manifestações de lugares imaginários ou criações de Lego que representam vibrações gerais, explicou ela.

"Isso pode ser tanto para onde queremos ir quanto para como estamos nos sentindo naquele dia", disse ela. "A ideia básica é usar Legos para se expressar."

Aceite o 'Desafio Ziploc'

Nerds sérios de Lego podem abraçar desafios um pouco mais técnicos, incluindo um projetado para impedir que os participantes toquem blocos diretamente.

Tim Sams, designer sênior e supervisor de loja de modelos do Legoland California, um parque temático em Carlsbad, chamou este de "Desafio Ziploc". Para jogar, os membros da família devem colocar os blocos em um saco plástico ziploc e selá-lo. A partir daí, os participantes podem construir o que quiserem, mas devem fazê-lo dentro da sacola – uma camada que Sams disse que "torna tudo mais difícil".

Por esse motivo, esse desafio é melhor para crianças mais velhas, recomendou Sams. Ele acrescentou que as famílias podem criar suas próprias penalidades para os jogadores que abrirem as embalagens.

Jogue Lego 'Pictionary'

Outra maneira inovadora de enfrentar os desafios de Lego é jogar o jogo Pictionary, apenas com Legos.

No jogo regular, as equipes recebem uma série de pistas e, dentro de um período específico de tempo, um membro da equipe deve desenhar silenciosamente cada pista até que os colegas adivinhem o que é. Com a nova abordagem, os jogadores usam Legos para recriar cada pista, e outros na casa devem fazer suposições à medida que a criação evolui ao longo do tempo.

Sams, que recentemente filmou uma série de vídeos de construção em estilo tutorial para o parque temático, disse que as famílias podem usar pistas de um jogo real de Pictionary ou podem criar seus próprios tópicos.

"Especialmente se você tem um monte de Lego em casa, isso pode ser realmente divertido", disse ele. Sams acrescentou que as famílias podem optar por incorporar limites de tempo ou não, dependendo dos níveis de habilidade e do número de participantes.

Outras considerações

É importante manter os desafios da Lego leves e positivos para todos os envolvidos. Ina Turpen Fried e Sams disseram que as "regras" devem ser flexíveis para garantir que o exercício seja divertido.

 Às vezes, isso pode significar dar aos concorrentes mais jovens alguns segundos extras para concluir uma ideia. Também pode significar não ser tão crítico ao julgar as criações por criatividade e originalidade.

"Eu tenho que lembrar de deixar [meu filho] liderar com suas próprias criações e me lembrar que não se trata de ter as criações exatamente como as coisas que eles deveriam representar", disse Ina Turpen Fried. "É mais sobre o processo e a experiência do que qualquer outra coisa."

Sams concordou, observando que, ao redor da loja, onde ele tem quase 5 milhões de peças à sua disposição, ele compara o processo de construção com Lego pra se fazer círculos a partir de quadrados.

"Não há certo ou errado", disse ele. "Ao contrário dos conjuntos de Lego, você não precisa de instruções para esse tipo de coisa. Olhe para objetos no mundo real, imite o que você vê da melhor maneira que sabe e deixe sua imaginação cuidar do resto."

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original, em inglês)