Com sucesso de vendas, chilena faz acordo para usar o nome 'Miel Gibson'


Fabrizio Neitzke* Da CNN, em São Paulo
21 de agosto de 2020 às 13:27 | Atualizado 21 de agosto de 2020 às 15:15

A pandemia do novo coronavírus tem levado pessoas em todo o mundo buscar novas fontes de recursos financeiros No Chile, uma professora desempregada, mãe de quatro filhos, resolveu vender mel caseiro e batizou a marca de "Miel Gibson", um trocadilho com o nome do astro do ator norte-americano. O que ela não esperava era que sucesso e repercussão chegassem ao ponto de receber uma ameaça de processo da equipe de Mel Gibson — que terminou em um acordo.

Yohanna Agurto, 40, disse que a ideia surgiu enquanto olhava alguns memes na internet. O slogan do produto também faz menção a um sucesso do astro de Hollywood: "Apenas para Corações Valentes". A brincadeira deu resultado. O produto orgânico começou a ser vendido para clientes nos bairros de Santiago, muitos deles motivados pela brincadeira com o nome. 

A chilena havia comprado um grande estoque do produto antes da pandemia. "O dinheiro começou a ficar curto no final de maio. Me lembrei que tinha este mel e aí surgiu o interesse, a necessidade e a urgência de vendê-lo para gerar uma renda", disse Yohanna em entrevista à CNN.

Com as vendas e o reconhecimento nas redes sociais, a empreendedora foi surpreendida com um e-mail de advogados de Los Angeles (EUA) afirmando representar Mel Gibson. Na mensagem, eles ordenavam que ela cessasse as atividades ou desistisse de usar o nome e a imagem do ator, sob risco de ação legal.

Inicialmente a professora achou que se tratava de uma brincadeira de mau gosto, mas percebeu que o conteúdo era verdadeiro. "Não sei o que o Mel Gibson pensou. Acho que ele pensou que nós fossemos uma grande empresa, mas somos apenas eu e meu filho. Isso é a Miel Gibson, honestamente", explicou Yohanna.

Leia e assista também

Os principais lançamentos da Netflix e Amazon Prime em agosto

Miel Gibson

Chilena conseguiu permissão para usar o nome "Miel Gibson", mas deverá remover imagem do astro de Coração Valente

Foto: Reprodução/Twitter/Miel_Gibson_

Um jurista chileno afirmou que a legislação muda de um país para o outro. "Não temos direito de propriedade intelectual sobre a imagem. A expressão "Miel Gibson" só poderia ser considerada uma infração caso se assemelhasse a uma outra marca previamente inscrita com o nome de Mel Gibson", afirmou Luis Villarroel. 

Mesmo assim, preocupada com um possível processo, a empreendedora fez um apelo ao ator pelo Twitter. "Você nos permitiria usar a imagem de William Wallace [personagem representado por Mel Gibson]? Meus filhos e eu seríamos infinitamente gratos", escreveu.

Em poucas horas, a mensagem viralizou e chegou até a equipe do ator, que aceitou fazer um acordo para que o nome da marca permaneça igual, mas que o rótulo seja refeito, retirando a imagem do personagem do filme Coração Valente. Uma nova logomarca, de acordo com a regulamentação dos direitos de imagem chilenos e internacionais, está sendo feita e deve ser divulgada nos próximos dias.

Agora, Yohanna tenta encontrar formas de lidar com a alta demanda pelos produtos. Nas últimas 48 horas, mais de 150 famílias em Santiago compraram o mel. Pessoas de outras regiões do Chile também tem feito encomendas, que devem ser enviadas pelo correio. Em uma outra mensagem publicada na última segunda-feira (17), ela agradeceu o carinho dos clientes. "(Vocês são) o enxame mais poderoso e valente. Minha colmeia e eu os amamos".

*Sob supervisão de Evelyne Lorenzetti