Cate Blanchett diz que sempre foi 'um ator, não atriz'


Lisa Respers France, da CNN
07 de setembro de 2020 às 17:48
cate blanchett
Foto: Reprodução/Instagram

Cate Blanchett afirma que ela sempre foi “um ator”. Ela é a presidente do júri do Festival Internacional de Cinema de Veneza deste ano e, durante a coletiva de imprensa de abertura do evento, foi perguntada o que achou da decisão do Festival de Berlim de dar “prêmios neutros” em gênero, no lugar das categorias de "melhor ator" e "melhor atriz". 

Leia também:

Os principais lançamentos da Netflix e Amazon Prime em setembro

Tenet, novo filme de Christopher Nolan, pode ser um sucesso mesmo na pandemia

“Não é um posicionamento político, mas eu sempre me referi a mim mesma como um ator”, disse ela. “Eu não acho que tenhamos uma linguagem de gênero específica e eu sou de uma geração em que a palavra “atriz” era sempre usada de um jeito pejorativo. Então eu acho que eu quero o outro espaço.”

Blanchett ainda acrescentou que “boas performances são boas perfomances” e que é ainda mais difícil ter que julgar o trabalho de outros artistas. “Eu acho que é esta a coisa mais difícil”, disse, “havendo separação ou não”.

Sua colega, a atriz Tilda Swinton, concordou. “É um desperdício de vida; a vida é muito curta para isso”, disse ela, de acordo com reportagem do jornal britânico "The Guardian". “Eu fiquei realmente muito feliz em saber dessa decisão de Berlim e acho que é bem inevitável que todos venham a fazer o mesmo. É algo tão óbvio para mim.”