Músicas brasileiras ficam de fora das principais categorias do Grammy Latino

Entre as indicações gerais, Anitta, o duo de djs Tropkillaz e MC Lan conseguiram emplacar a música Rave de Favela, parceria com Major Lazer e BEAM

Giovanna Bronze, da CNN, em São Paulo
29 de setembro de 2020 às 19:50
Farruko, Alicia Keys, Pedro Capo e Miguel, durante apresentação no Grammy Latino
Foto: Grammy Latino/Divulgação

Nesta terça-feira (29), a Academia Latina das Artes e Ciências da Gravação divulgou os indicados na 21ª edição do Grammy Latino. Músicas brasileiras não entraram na disputa entre as principais categorias da premiação. 

Em Gravação do Ano, Álbum do Ano, Canção do Ano e Melhor Artista Revelação, os brasileiros ficaram de fora. Nas categorias de pop também: nenhuma faixa brasileira foi indicada entre os principais concorrentes. 

Entre as indicações gerais, Anitta, o duo de djs Tropkillaz e MC Lan conseguiram emplacar a música Rave de Favela, parceria com Major Lazer e BEAM, para disputar a Melhor Canção Urbana, Já o disco APKÁ! da cantora Céu, foi indicado na categoria geral de Melhor Álbum de Engenharia de Gravação. 

A cantora Céu também foi indicada no Melhor Álbum Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa com o mesmo disco. Na categoria, também foram indicados a dupla AnaVitória com o disco N, a banda As Bahias e a Cozinha Mineira pelo álbum Enquanto Estamos Distantes, Marcelo Jeneci por Guaia e o grupo Melim por Eu.

Na categoria de Melhor Álbum de MPB, o destaque é para Planeta Fome de Elza Soares, Caetano Veloso & Ivan Sacerdote para os dois cantores, Bloco na Rua para Ney Matogrosso, O Amor no Caos Volume 2 para Zeca Baleiro e Belo Horizonte, para Toninho Horta & Orquestra Fantasma. 

Mesmo sendo considerada uma das divas da MPB, Maria Bethânia conquistou a indicação em Melhor Álbum de Samba pelo disco Mangueira - A Menina dos Olhos, composto por faixas do gênero musical. 

Na disputa por Melhor Canção em Língua Portuguesa, os indicados são Vitor Kley por A Tal Canção pra Lua, Abricó-de-Macaco por Francisco e João Bosco, Amarelo de Emicida com Pabllo Vittar e Majur, Libertação, de Elza Soares com o grupo BaianaSystem, e Pardo, de Caetano Veloso e Céu. 

Os indicados foram selecionados entre 18 mil inscritos nas 53 categorias da premiação. A 21ª edição do Grammy Latino será no dia 19 de novembro.

Indicados nas categorias específicas para músicas e faixas em português:

Melhor Álbum de Música Cristã (Língua Portuguesa)

Catarse: Lado A, de Daniela Araújo
Reino, de Aline Barros
Profundo, de Ministério Mergulhar
Maria Passa à Frente, de Padre Marcelo Rossi
Memórias II (Ao vivo em Belo Horizonte), de Eli Soares.

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa

N, de AnaVitória
Enquanto estamos distantes, de As Bahias e a Cozinha Mineira
APKÁ!, de Céu
Guaia, de Marcelo Jeneci
Eu, de Melim

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa

Amarelo, de Emicida
Little Eletric Chicken Heart, de Ana Frango Elétrico
Letrux aos prantos, de Letrux
Universo do canto falado, de Rapadura
Na mão as flores, de Suricato

Melhor Álbum de Samba/Pagode

Mangueira - A menina dos meus olhos, de Maria Bethânia
Martinho 8.0 - A bandeira da Fé: Um concerto pop-clássico (ao vivo), de Martinho da Vila
Samba jazz de raiz, Cláudio Jorge 70, de Cláudio Jorge
Fazendo samba, de Moacyr Luz e Samba do Trabalhador
Mais feliz, de Zeca Pagodinho.

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira

O Amor no Caos Volume 2, de Zeca Baleiro
Belo Horizonte, de Toninho Horta & Orquestra Fantasma
Bloco na Rua (Deluxe), de Ney Matagrosso
Planeta Fome, de Elza Soares
Caetano Veloso & Ivan Sacerdote, de Caetano Veloso & Ivan Sacerdote

Melhor Álbum de Música Sertaneja

#Isso é churrasco (Ao vivo), de Fernando & Sorocaba
Origens [Ao vivo em Sete Lagoas, Brazil/2019], de Paula Fernandes
Livre - Vol. 1, de Lauana Prado
Churrasco do Teló Vol. 2, de Michel Teló
Por mais beijos ao vivo, de Zé Neto & Cristiano

Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa

Veia Nordestina, de Mariana Aydar
Aqui está-se sossegado, de Camané & Mário Laginha
Acaso casa ao vivo, de Mariene de Castro e Almério
Targino sem limites, de Targino Gondim
Obatalá - Uma homenagem a mãe Carmen, Grupo Ofa
Autêntica, Margareth Menezes

Melhor Canção em Língua Portuguesa

A tal canção pra lua (Microfonado)Vitor Kley, compositor (Vitor Kley & Samuel Rosa)
Abricó-de-macaco, de Francisco Bosco & João Bosco
Amarelo (Sample: Sujeito de Sorte, Belchior), de DJ Duh, Emicida & Felipe Vassão, compositores (Emicida, com Majur e Pabllo Vittar)
Libertação, de Russo Passapusso, compositor (Elza Soares, com BaianaSystem e Virgínia Rodrigues)
Pardo, Caetano Veloso (Céu)