Trio do Flamengo na seleção repete feito de jogadores do Santos


Da CNN Brasil, em São Paulo
06 de março de 2020 às 19:47
Everton Ribeiro, Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta comemoram gol

Everton Ribeiro, Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta comemoram gol contra o Al-Hilal no Mundial de Clubes (17.dez.2019)

Photo: Alexandre Vidal / Flamengo
O domínio do Flamengo no futebol brasileiro começa a surtir efeito na seleção. Com as vitórias do Campeonato Brasileiro, Libertadores e Recopa Sulamericana, ficou quase impossível para o técnico Tite ignorar os grandes talentos da equipe rubro-negra. 

Com a primeira convocação de 2020, Tite realizou feito que não acontecia desde 2016: convocar três jogadores de um mesmo time brasileiro. Com grande parte dos jogadores brasileiros de alto nível jogando em times da Europa, se tornou cada vez mais raras as convocações de jogadores que atuam no País, porém Gabriel Barbosa, Bruno Henrique e Everton Ribeiro fugiram à regra.

O trio de atacantes do Flamengo foi convocado por Tite para fazer parte do elenco da seleção que irá estrear nas eliminatórias da Copa de 2022, e repetem feito que não acontecia desde 2016, quando Dunga convocou o trio do Santos, Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Gabriel Barbosa (então na equipe praiana) para disputar a Copa América Centenário.

Após o fiasco brasileiro na competição, Dunga foi demitido e Tite assumiu a equipe. O atual técnico nunca havia chamado mais de dois jogadores que atuam na mesma equipe no Brasil. Corinthians, Grêmio e o próprio Flamengo chegaram a ter dois jogadores chamados pelo técnico, que nas últimas convocações vem apostando mais em jogadores que atuam no Brasil.

Nos amistosos contra Colômbia e Peru, realizados em setembro de 2019, Tite chamou seis jogadores que atuam no País: Ivan (Ponte Preta), Weverton (Palmeiras), Dani Alves (São Paulo), Fagner (Corinthians), Jorge (Santos) e Bruno Henrique (Flamengo).

Nos jogos subsequentes, contra Senegal e Nigéria, o número foi para sete: Weverton (Palmeiras), Santos (Athletico Paranaense), Dani Alves (São Paulo), Rodrigo Caio (Flamengo), Matheus Henrique (Grêmio), Everton (Grêmio), Gabriel Barbosa (Flamengo).

Tite deixou de convocar jogadores que atuam no Brasil nos últimos amistosos de 2019, contra Coreia do Sul e Argentina, para não desfalcar as equipes na reta final de temporada, porém voltou a apostar nos atletas locais na primeira convocação de 2020, quando além do trio flamenguista, chamou para a seleção outros quatro jogadores: Weverton (Palmeiras), Ivan (Ponte Preta), Dani Alves (São Paulo) e Everton (Grêmio).