Japão diz que não cogita cancelar ou adiar Jogos Olímpicos por coronavírus


Da Reuters*
12 de março de 2020 às 23:42
Coronavírus no Japão

Um homem usando uma máscara de proteção, diante da pandemia do coronavírus (COVID-19), anda em frente ao Centro Aquático de Tóquio

Foto: Edgar Garrido-12.03.2020/Reuters

A ministra japonesa para os Jogos Olímpicos, Seiko Hashimoto, afirmou nesta sexta-feira (13) que não está em cogitação cancelar ou adiar o torneio deste ano. A declaração foi dada depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu que seja considerado o adiamento das Olimpíadas de Tóquio por um ano em meio à pandemia do coronavírus.

"Eu estou ciente das observações do presidente Trump. O COI (Comitê Olímpico Internacional) e os organizadores de 2020 não estão considerando cancelar ou adiar os Jogos. Eu ouvi dizer que eles estão se preparando para jogos para jogos seguros e protegidos assim como planejado para a abertura no dia 24 de julho", afirmou Hashimoto em coletiva de imprensa.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, conversou com Trump por cerca de 50 minutos a respeito da pandemia do coronavírus, entre outros tópicos. O porta-voz do governo, Yoshihide Suga, não quis confirmar nem negar que as Olimpíadas de 2020 estiveram na pauta da conversa.

À imprensa, Suga afirmou que, enquanto ele acompanhou a conversa, Abe e Trump não discutiram restrições de viagem entre o Japão e os Estados Unidos.

*Tradução da CNN Brasil