Por coronavírus, Conmebol suspende Libertadores entre os dias 15 e 21


Da CNN Brasil, em São Paulo
12 de março de 2020 às 17:11 | Atualizado 12 de março de 2020 às 17:57
Estádio Manuel Ferreira, em Assunção, sem público

Estádio Manuel Ferreira, em Assunção, sem público durante o jogo Olimpia x Defensa y Justicia

Foto: Jorge Adorno - 11.mar.2020/Reuters

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou na tarde desta quinta-feira (12) a suspensão dos jogos da Copa Libertadores da América entre os dias 15 e 21 de março. Segundo a entidade, a medida foi adotada devido ao risco de expansão do novo coronavírus (COVID-19).

Um dia antes, a Conmebol havia pedido à Fifa a suspensão dos primeiros jogos das eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, em 2022. A Fifa atendeu ao pedido e suspendeu as partidas marcadas entre os dias 23 e 31 de março.

Os jogos previstos para esta quinta-feira (12) estão mantidos, o que inclui o clássico brasileiro entre Grêmio e Internacional, além de Nacional (Uruguai) x Estudiantes de Mérida (Venezuela) e Racing (Argentina) x Allianza Lima (Peru).

Ontem, a partida entre Olimpia (Paraguai) e Defensa y Justicia (Argentina) no estádio Manuel Ferreira, em Assunção, aconteceu sem público. O Olimpia venceu por 2 a 1.

Confrontos adiados

Previstos inicialmente para acontecer durante o período em que a competição estará suspensa, jogos de Santos, São Paulo, Internacional, Grêmio, Palmeiras e Flamengo terão de ser remarcados. Os times brasileiros tinham confrontos marcados para ocorrer entre terça-feira (17) e quinta-feira (19).

Destas partidas, três aconteceriam em solo brasileiro: os confrontos entre Santos e Olimpia (PAR) e entre São Paulo e River Plate (ARG) na terça e o encontro entre o Inter e o América de Cali (COL) previsto para quarta-feira.

Já a respeito das eliminatórias, foram adiados dois confrontos previstos para a seleção brasileira. Na sexta-feira, dia 27, o Brasil enfrentaria a Bolívia na Arena Pernambuco, no Recife. Na terça-feira, dia 31, a equipe dirigida pelo técnico Tite jogaria contra o Peru, em Lima.