COB diz estar ‘preocupado’ com coronavírus, mas aguarda decisão do COI


Adalberto Leister Filho Da CNN Brasil, em São Paulo
20 de março de 2020 às 19:22
Chama olímpica chega ao Japão para Jogos de Tóquio 2020

Os medalhistas de ouro olímpicos Tadahiro Nomura e Saori Yoshida posam depois de acender a chama olímpica, ao lado de Yoshiro Mori, presidente do comitê organizador das Olimpíadas de Tóquio 2020

Foto: Issei Kato/ Reuters

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) afirmou, após questionamento da CNN Brasil, que está “muito preocupado com o avanço do coronavírus em todo o mundo, e também com os com os impactos que a pandemia pode trazer à realização dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020”.

Segundo o comitê, as condições de treinamento para os atletas do time brasileiro não têm sido as ideais. Todos os eventos classificatórios para a Olimpíada foram cancelados ou adiados nos últimos dias. Muitos atletas estão treinando em casa, já que instalações esportivas têm sido fechadas por causa do risco de contágio.

Apesar da situação, o COB afirmou que aguarda um posicionamento do COI (Comitê Olímpico Internacional) sobre o assunto, “para se manter em consonância com novos movimentos que eventualmente sejam realizados”. 

Alguns dirigentes de comitês nacionais já se mostraram favoráveis ao adiamento dos Jogos Olímpicos. É o caso de Espanha e Noruega, por exemplo. Na quinta-feira, o COI soltou nota oficial afirmando que mantém as datas originais do evento, previsto para começar em 24 de julho. 

Leia a seguir, a íntegra da nota do COB:

“O Comitê Olímpico do Brasil está muito preocupado com o avanço do coronavírus em todo o mundo e também com os impactos que a pandemia pode trazer à realização dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

A manutenção dos Jogos nas datas planejadas é uma decisão que cabe ao Comitê Olímpico Internacional, que sabemos estar se baseando em contatos constantes com a Organização Mundial de Saúde.

No entanto, o COB segue atento às condições de preparação dos atletas brasileiros que, assim como para atletas de todo mundo, estão longe das ideais. 

 A prioridade do COB neste momento é a preservação da saúde e integridade física de todos os envolvidos na preparação para os Jogos Olímpicos, assim como de suas famílias. Decisões diárias estão sendo tomadas para que isso seja garantido, dentro das orientações das autoridades competentes.

A entidade seguirá em contato com o COI para se manter em consonância com novos movimentos que eventualmente sejam realizados.

O COB, ciente de sua responsabilidade pública com a sociedade e com o esporte nacional, seguirá em vigília permanente de acompanhamento dos desdobramentos próximos causados pela grave situação global provocada pela pandemia.”