Ex-presidente do Real Madrid é mais uma vítima do coronavírus


Adalberto Leister Filho Da CNN, em São Paulo
21 de março de 2020 às 19:53 | Atualizado 21 de março de 2020 às 20:15
Ex-presidente do Real Madrid, Lorenzo Sanz

Ex-presidente do Real Madrid, Lorenzo Sanz

Foto: Divulgação/Real Madrid

 

O ex-presidente do Real Madrid, Lorenzo Sanz, de 76 anos, morreu neste sábado (21), em Madri, vítima do coronavírus.

Sanz havia sido internado na terça-feira (17) após piorar de febre que o atormentava havia oito dias. Segundo um dos filhos do dirigente, o pai não queria piorar o já saturado serviço médico na Espanha.

Após a internação, ele foi submetido ao teste para o Covid-19, com resultado positivo. No dia seguinte, seu estado de saúde piorou.

Sanz foi presidente do Real Madrid entre 1995 e 2000, período em que contratou jogadores como Suker, Roberto Carlos e Seedorf. Em 1998, o clube voltou a ganhar a Liga dos Campeões, após 32 anos. Em 2000, último ano de mandato do dirigente, voltou a ganhar o torneio.

Em 2000, ele foi sucedido por Florentino Pérez.