Atletas do Fluminense emitem manifesto contra retorno: 'Jogaremos sob protesto'

Primeira partida da equipe está agendada para a próxima segunda-feira (22), às 22 horas, em confronto contra o Volta Redonda, no Maracanã

Anna Gabriela Costa, Gabriel Passeri e Leonardo Lopes, da CNN em São Paulo e no Rio de Janeiro
17 de junho de 2020 às 23:37
Ganso, Luanny, Hudson e Nenê durante Making Of para o lançamento do uniforme do Fluminense
Foto: Divulgação/Lucas Merçon/Fluminense

Atletas profissionais do Fluminense se manifestaram na noite desta quarta-feira (17) contra o retorno do futebol carioca. Por meio de uma nota, publicada nas redes sociais de líderes do grupo como o atacante Fred e o meia Nenê, os jogadores afirmaram que “jogarão sob protesto caso o Fluminense seja obrigado a jogar antes do tempo”. A primeira partida de retorno dos clubes cariocas está prevista para esta quinta-feira (18), às 21h, quando o Flamengo recebe o Bangu no Maracanã.

“Nós, atletas do Fluminense Football Club, manifestamos o nosso desacordo sobre a decisão oficial de retorno do Campeonato Carioca. Ainda vivemos em um cenário de muitas mortes diárias, tanto na cidade do Rio de Janeiro, quanto em outras regiões do país. Sendo assim, evidentemente, não nos sentimos confortáveis em colocar ainda mais vidas em risco”, diz parte da nota.

O comunicado destaca que “não existem explicações plausíveis para o retorno imediato do Campeonato Estadual” e, compara com a retomada dos esportes em outros estados. 

Leia mais:

Ferj avalia adiar jogos do Fluminense e Botafogo no Campeonato Carioca

“Nenhum outro campeonato tem seu retorno previsto para o mês de junho, somente o do Rio de Janeiro, o que por si só, demonstra um contrassenso, já que em cidades com taxas muito menores sequer voltaram a treinar. Por fim, reiteramos o nosso profissionalismo e respeito ao clube, que tem sido incansável na luta de preservar nossa saúde e de nossos funcionários, mas deixamos claro que jogaremos sob protesto caso o Fluminense seja obrigado a jogar antes do tempo no momento de maior dificuldade da humanidade nos últimos 100 anos”.

O posicionamento dos atletas tricolores entra em consonância com o do presidente do clube, Márcio Bittencourt, que se mostrou veementemente contra o retorno do Carioca desde o início das negociações. O Botafogo de Futebol e Regatas também adotou posição contrária à retomada do futebol.

A situação epidemiológica na cidade do Rio de Janeiro, que contabiliza mais de 86 mil casos e mais de 8 mil mortes por coronavírus, foi um dos principais pontos contrários ao retorno destacados no manifesto. Segundo os atletas, a pandemia representa o “momento de maior dificuldade da humanidade nos últimos 100 anos”.

A primeira partida do Fluminense está agendada para a próxima segunda-feira (22), às 22 horas, em confronto diante do Volta Redonda no Maracanã.