Libertadores volta em setembro com final só em 2021

Conmebol diz que o retorno estará em conformidade com as determinações das autoridades sanitárias de cada país

Rafael Monteiro, da Agência Brasil
12 de julho de 2020 às 05:12
Lance da partida entre Flamengo e Riverplate na final da Copa Libertadores de 2019
Foto: Henry Romero/Reuters (23.nov.2019)

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou a retomada das Copas Libertadores e Sul-Americana. A Libertadores reiniciará no dia 15 de setembro e a Sul-Americana em 27 de outubro.

Ambas as competições terão seus regulamentos mantidos, como previsto inicialmente. Em nota, a entidade afirmou que o retorno estará em conformidade com as determinações das autoridades sanitárias de cada país.  

“Esse fator, somado à elaboração e aprovação unânime do Conselho do Protocolo Conmebol e de um manual operacional para viagens e treinamentos possibilita o retorno da Conmebol Libertadores e da Conmebol Sul-Americana. Com a aplicação rigorosa e responsável de todos os jogadores de futebol, o desejo de retorno do futebol se tornará uma realidade das condições de saúde, sempre cuidando da saúde de todos.”

De acordo com o calendário divulgado pela Conmebol, os dois campeonatos, que foram suspensos em março devido à pandemia do novo coronavírus, serão concluídos em 2021.

As finais ainda não têm data confirmada, embora haja marcação no cronograma para ocorrerem em 23, 24 ou 30 de janeiro.

Assista e leia também:

Retorno do futebol: perda bilionária, estádios vazios e briga por direitos de TV

CBF divulga novo calendário do futebol, com final do Brasileirão em 2021

As semifinais de ambas as disputas estão agendadas para 6 e 13 de janeiro. Em relação a decisão da Recopa no ano que vem, que é o confronto entre os campeões da Libertadores e Sul-Americana, ocorrerá em 12 e 19 de fevereiro.

A Libertadores foi interrompida quando se encontrava na 3° rodada da fase de grupos, tendo sete representantes brasileiros em busca do título continental: Athletico-PR, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos e São Paulo. Já a Sul-Almericana foi suspensa na 2° fase, com dois clubes do Brasil na disputa – Bahia e Vasco