Com 18 atletas infectados, CSA tem jogo adiado pela CBF

Segundo comunicado oficial do clube, “todos os positivados estão clinicamente bem"

Adalberto Leister Filho Da CNN, em São Paulo
11 de agosto de 2020 às 17:50
Mesmo desfalcado de 9 jogadores infectados, CSA venceu o Guarani na estreia da Série B do Brasileiro
Foto: Divulgação/CSA

O CSA divulgou que mais nove jogadores de seu elenco estão com Covid-19. Com isso, já são 18 atletas infectados pelo novo coronavírus. Os testes haviam sido realizados na manhã de domingo. Com isso, o jogo contra a Chapecoense, pela Série B do Brasileiro, que seria disputado nesta quarta-feira (12), em Chapecó, foi adiado.

O time alagoano, que disputou a Série A do Brasileirão no ano passado, não teria jogadores suficientes para compor a delegação. Apenas 13 atletas estariam aptos a participar do jogo, já que o clube inscreveu 31 jogadores na Série B. No último sábado, mesmo desfalcado de nove jogadores que já estavam infectados, o CSA derrotou o Guarani por 1 a 0, na estreia do clube no campeonato.

Segundo comunicado oficial do clube, “todos os positivados estão clinicamente bem e sendo acompanhados pelo Departamento Médico do CSA”. Com a viagem para Santa Catarina cancelada, a CBF afirmou, em nota oficial, que “informará a nova data para realização da partida”.

Já a Chapecoense mostrou solidariedade ao adversário. O clube, vítima de tragédia aérea há quatro anos, afirmou “sua compreensão, expressa o apoio ao CSA e reitera o desejo de rápida recuperação de todos os contaminados”.

Leia e assista também

Hospital Albert Einstein perde exclusividade para realizar testes do Brasileirão

Por sua vez, a situação dos contaminados se torna preocupante para a CBF, já que o CSA teve testes positivos após dois jogos com outros clubes que disputam a Série B: o CRB, pela final do Campeonato Alagoano, na última quarta-feira, e o Guarani, na estreia do clube na segunda divisão, no sábado.

Na Série A do Brasileirão, no domingo, problema semelhante fez com que Goiás x São Paulo fosse adiado, já que nove jogadores do time goiano tiveram exame positivo para Covid-19. Pela Série C, por sua vez, o Imperatriz-MA teve 12 contaminados (nove jogadores e três membros da comissão técnica), impossibilitando o time de enfrentar o Treze, em Campina Grande-PB, pela primeira rodada do campeonato.

Leia abaixo as notas oficiais de CSA, CBF e Chapecoense.

CSA
"O Centro Sportivo Alagoano informa que mais 9 atletas tiveram diagnostico positivo para Covid-19 nos testes promovidos pela Confederação Brasileira de Futebol, realizados na manhã de domingo, 09/08. 
Tendo em vista que outros 9 atletas já estavam positivados, na testagem realizada pela CBF após a partida contra o CRB, na última quarta-feira, dia 05/08. Os resultados emitidos hoje inviabilizam a realização da partida contra a Chapecoense marcada para amanhã, quarta-feira (12/08). 
Lembrando que todos os positivados estão clinicamente bem e sendo acompanhados pelo Departamento Médico do CSA."

CBF
"A Confederação Brasileira de Futebol comunica que a partida entre a Associação Chapecoense de Futebol e o Centro Sportivo Alagoano, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2020, que seria realizada nesta quarta-feira, 12, na Arena Condá, em Chapecó, foi adiada em virtude dos resultados dos testes realizados no elenco do CSA, que constataram, em prova e contraprova, a contaminação por coronavírus de nove jogadores. Estes se somam a outros nove atletas da equipe que haviam sido afastados da primeira rodada da competição por terem testado positivo, totalizando 18 dos 31 inscritos na competição. A viagem do CSA para a cidade catarinense foi cancelada. Oportunamente, a Diretoria de Competições da CBF informará a nova data para realização da partida."

Chapecoense
"A Associação Chapecoense de Futebol recebeu, no início da tarde desta terça-feira (11), o comunicado - por parte da CBF - de que a partida contra o CSA, que aconteceria nesta quarta-feira, às 16h30, na Arena Condá, foi adiada. A decisão pelo adiamento se deu após a confirmação de mais nove casos positivos de Covid-19 na equipe adversária - totalizando 18 casos. Diante da situação, a Chapecoense afirma a sua compreensão, expressa o apoio ao CSA e reitera o desejo de rápida recuperação de todos os contaminados."