F1: Renault trocará nome para Alpine F1 em 2021


Reuters
06 de setembro de 2020 às 09:00
Renault trocará de nome para Alpine F1 em 2021

A equipe Renault trocará de nome para Alpine F1 em 2021 e adotará esquema de cores da bandeira francesa

Foto: Divulgação/ Renault

A equipe Renault de Fórmula 1 trocará de nome para Alpine F1 a partir de 2021, competindo com as cores francesas para divulgar a marca de carros esportivos da montadora, anunciou neste domingo (6) o novo CEO da empresa, Luca de Meo.

A Alpine tem um longo histórico no automobilismo, em rally e corridas de endurance, mas nunca havia participado da Fórmula 1 como construtora. O nome Renault permanecerá no carro como a fornecedora do motor.

"A partir do próximo ano vamos correr com a marca Alpine", disse De Meo antes do Grande Prêmio da Itália, em Monza. "O carro representará as cores históricas do automobilismo francês com o azul, o vermelho e o branco."

Deficitária, a Renault anunciou na semana passada uma nova estrutura organizacional focada em quatro divisões ao invés de regiões geográficas, com o chefe da equipe Renault F1, Cyril Abiteboul, supervisionando a Alpine.

Assista e leia também:

Hamilton bate recorde e faz volta com a maior velocidade média da história da F1

Com volta da Turquia, Fórmula 1 anuncia as quatro últimas corridas de 2020

Fórmula 1 renova contrato com todas as 10 equipes até 2025

O grupo Renault voltou a comercializar a marca Alpine e seus modelos de dois lugares em 2017, atualizando um design clássico que atingiu seu pico nas décadas de 1960 e 1970.

Veículos mais caros como os da Alpine podem ajudar a melhorar a lucratividade do grupo a longo prazo. Na semana passada De Meo disse que o 'centro de gravidade' da Renault tinha que ser mais sofisticado.

“Usaremos a Fórmula 1 como plataforma para comercializar uma marca que queremos desenvolver”, disse ele neste domingo.

"Mesmo que a Renault seja uma marca gloriosa, o uso no mundo da Fórmula 1 da marca Alpine pode ser ainda melhor", acrescentou o CEO. “Acredito que a Fórmula 1 deve ser um campeonato de construtores com marcas que fazem as pessoas sonhar.”

Esteban Ocon terá Fernando Alonso como companheiro em 2021 na Alpine F1

O francês Esteban Ocon terá como companheiro em 2021 na Alpine F1 (atual Renault) o bicampeão Fernando Alonso

Foto: Mark Thompson - 4.set.2020/ Reuters

A montadora se comprometeu com a Fórmula 1 até pelo menos 2025, após a assinatura de um novo acordo comercial no mês passado.

A organização da categoria introduzirá um limite de orçamento de US$ 145 milhões (cerca de R$ 768 milhões) no próximo ano.

A equipe Alpine contará em 2021 com o piloto espanhol Fernando Alonso, que retornará à F1 na uma equipe onde foi bicampeão mundial há mais de uma década – na época, batizada como Renault –, e com o francês Esteban Ocon.

"Essa mudança chega em um momento chave na trajetória da equipe e do esporte", disse Abiteboul em nota.

"A implementação do limite orçamentário acabará com os gastos desenfreados e permitirá que as equipes signatárias sejam avaliadas por seu valor esportivo. A Alpine tem seu lugar na Fórmula 1 e pode lutar pela vitória."