Sem nenhum caso de Covid-19, Campeonato Chinês quer aumentar públicos em jogos

Super Liga Chinesa informou que não encontrou nenhum caso de infecção entre jogadores, funcionários e árbitros. Número limitado de torcedores deve aumentar

Arvind Sriram, da Reuters
30 de setembro de 2020 às 03:41
Comemoração de gol do Shanghai SIPG, time da Super Liga Chinesa
Foto: Shanghai SIPG/ Reprodução/ CSL/ IC Photo

A Super Liga Chinesa (CSL) não encontrou nenhuma caso de infecção pelo coronavírus entre jogadores, funcionários e árbitros desde o início da temporada em julho, e mais torcedores serão permitidos em jogos em breve, divulgou a agência de notícias Xinhua.

Um total de 23.019 testes foram administrados a indivíduos nos dois centros do torneio - Suzhou, perto de Xangai, e Dalian, no nordeste da China - e nenhum testou positivo para o vírus, informou a agência de notícias estatal na noite de terça-feira.

Leia também:
Senado aprova suspensão do Profut durante pandemia

"Os resultados provam que nossa diretriz de precaução é eficaz, o que aumentará nossa confiança para o torneio seguinte", disse Dong Zheng, gerente geral da CSL, à Xinhua.

A temporada começou a portas fechadas, mas um número limitado de torcedores teve permissão para entrar nos estádios este mês.

Dong disse que a liga planeja permitir que mais espectadores participem das partidas na segunda fase da temporada, que começa em 16 de outubro.

"Os números específicos ainda estão em discussão. O princípio básico é abrir todas as partidas aos nossos torcedores", disse Dong.

A China eliminou amplamente sua epidemia de Covid-19, que surgiu na cidade de Wuhan no final do ano passado, e muitas restrições foram suspensas.