Retomada das corridas de rua em SP será testada neste domingo (25) no Anhembi

Cerca de 200 corredores participarão de prova de 5 km no Sambódromo

Leonardo Lopes*, da CNN, em São Paulo
23 de outubro de 2020 às 12:33
Sambódromo do Anhembi, em São Paulo (12.out.2020)
Foto: José Cordeiro/ SP Turis

Na manhã deste domingo (25), cerca de duzentos corredores participarão de uma prova de 5 km no Sambódromo do Anhembi, na zona norte da capital paulista. O evento servirá como um teste para os protocolos sanitários do governo para a retomada das corridas de rua.

Organizado pela Associação Brasileira de Corridas de Rua e Esportes Outdoor (Abraceo) e apoiado pela Prefeitura de São Paulo e SPTuris, o evento será a primeira corrida de rua na cidade após quase sete meses de paralisação por conta da pandemia de Covid-19.

Leia também:
Exclusivo: Atletas denunciam abusos sexuais de técnicos da natação
Pelé 80 anos: a trajetória do 'rei do futebol'

Os participantes foram selecionados pelas entidades organizadoras criteriosamente. Os corredores não fazem parte dos grupos de riscos do novo coronavírus, e precisam estar em perfeita condição de saúde. Após a prova, todos serão monitorados por catorze dias para avaliação dos riscos de contaminação do evento.

Conforme definido por decreto estadual, as largadas da corrida serão feitas com todos os atletas utilizando máscaras, que devem ser mantidas durante todo o percurso. "Os pelotões serão definidos de acordo com os tempos estimados para completar a prova e os corredores estarão divididos em raias. Os tiros de partida acontecem a cada trinta segundos com vinte atletas largando por vez", informou a Abraceo em nota.

O acesso ao local do evento também será restrito. Todos os funcionários essenciais para realização da corrida tiveram os dados cadastrados, passarão por triagem com verificação de temperatura e não poderão levar acompanhantes para o Sambódromo.

Na arena, também foram tomadas medidas de segurança como, por exemplo, o uso obrigatório de máscaras, distanciamento entre os guarda-volumes dos atletas e disponibilização de álcool gel.

"Além de ser importante para avaliarmos o que está certo, será uma oportunidade para analisar o que deve ser melhorado. Com certeza será uma prova que definirá os formatos das próximas corridas nesse recomeço”, comentou Paulo Carelli, presidente da Abraceo.

A CNN também entrou em contato com a Prefeitura de São Paulo e a SPTuris, mas não houve retorno até o momento.

(*Sob supervisão de Julyanne Jucá)