F1: Norris pede desculpa e diz que foi 'idiota' por desmerecer feito de Hamilton


Alan Baldwin, da Reuters
27 de outubro de 2020 às 12:41 | Atualizado 27 de outubro de 2020 às 13:10
Lando Norris, da McLaren, participa de entrevista coletiva em Portugal

Lando Norris, da McLaren, participa de entrevista coletiva em Portugal

Foto: Divulgação via REUTERS

Lando Norris, da McLaren, se desculpou publicamente na terça-feira (27), sem identificar ninguém, depois de minimizar a 92ª vitória recorde do compatriota britânico Lewis Hamilton no Grande Prêmio de Portugal no domingo.

O piloto de 20 anos, o mais jovem do grid, também criticou duramente o canadense Lance Stroll, da Racing Point, depois que os dos colidiram durante a corrida.

Norris terminou em 13º, e os fiscais puniram Stroll pelo incidente.

"Devo um pedido de desculpas", disse Norris a seus 750 mil seguidores no Twitter. "Fui idiota e irresponsável com algumas coisas que disse ultimamente na mídia e em entrevistas, e não mostrei o respeito que deveria a certas pessoas."

"Não sou este tipo de pessoa, então saibam que eu deveria me desculpar a elas, mas também a todos lendo/ouvindo. Lamento."

Leia também:
Hamilton vence em Portugal e se torna o maior vencedor da história da Fórmula 1
Conmebol cogita Copa América com público nos estádios em 2021
Presidente do COI diz que Olimpíada não pode ser "feira para manifestações"

Após a corrida, Norris foi indagado em entrevistas televisivas o que pensava de Hamilton ter se tornado o piloto de F1 mais bem-sucedido em termos de vitórias, superando o grande Michael Schumacher, da Ferrari, nos livros de recorde.

Lewis Hamilton

Lewis Hamilton ergue o capacete de Michael Schumacher ao igualar recorde de vitórias do heptacampeão

Foto: Divulgação/F1

"Estou só feliz por ele, mais nada", respondeu. "Não significa nada para mim, na verdade. Ele está em um carro que deveria vencer todas as corridas, basicamente."

"Ele tem que vencer um ou dois pilotos, é isso. Fair play para ele, ele continua fazendo o trabalho que tem que fazer."

Norris, que estreou na F1 no ano passado, já fez 33 largadas e subiu no pódio uma vez.