Autor do gol de abertura da Copa de 2002, Papa Bouba Diop morre aos 42 anos

Diop sofria de esclerose lateral amiotrófica, doença degenerativa que ataca o sistema nervoso e enfraquece os músculos

Da CNN, em São Paulo
29 de novembro de 2020 às 21:55
Foto: Reprodução/ Twitter

O ex-jogador de futebol Papa Bouba Diop, autor do primeiro gol da Copa do Mundo de 2002, no jogo em que a seleção de Senegal venceu a França por 1 x 0, morreu neste domingo (29), aos 42 anos.

Diop sofria de esclerose lateral amiotrófica, doença degenerativa que ataca o sistema nervoso e enfraquece os músculos.

O atleta começou a carreira no clube senegalês do ASC Diaraf, antes de passar pela Suíça e, depois,  ingressar na equipe francesa do Lens em 2002.

Se transferiu para o Fulham da Premier League e passou três anos no clube de Londres, antes de ser transferido para o Portsmouth, onde fez parte da equipe que venceu a Copa da Inglaterra de 2007-2008.

Ele também teve passagens curtas pelo West Ham United e pelo Birmingham City antes de se aposentar em 2013.

Fulham e Portsmouth prestaram homenagem, no Twitter, ao jogador apelidado de 'Wardrobe', guarda-roupa em português. Diop era conhecido pela força física.

A Federação Internacional de Futebol, se manifestou sobre a morte, também por meio do perfil que mantém no Twitter.

"A FIFA está triste ao saber do falecimento da lenda do Senegal Papa Bouba Diop. Uma vez um herói da Copa do Mundo, sempre um herói da Copa do Mundo".

"Estamos arrasados ao ouvir notícias esta noite de que Papa Bouba Diop faleceu, aos 42 anos. Descanse bem,Wardrobe", disse o Fulham Football Club.

Foto: Reprodução/ Twitter

O Portsmouth também prestou homenagens ao longo do dia, lembrando lances do jogador pelo time. O clube também colocou uma foto do atleta no destaque do perfil que mantém no Twitter.

Foto: Reprodução/ Twitter


 

(Com Reuters)