Promotores argentinos fazem buscas na casa da psiquiatra de Maradona

Promotores realizaram buscas na casa e no consultório particular de Agustina Cosachov, psiquiatra do ex-jogador, e de Leopoldo Luque, seu médico pessoal

Da Reuters, em Buenos Aires
01 de dezembro de 2020 às 17:05
O ex-jogador argentino de futebol, Diego Maradona
O ex-jogador argentino de futebol, Diego Maradona
Foto: Valterci Santos/Agência de Notícias Gazeta do Povo/Estadão Conteúdo (16.jun.2010)

Investigadores argentinos fizeram buscas, nesta terça-feira (1), na casa da médica psiquiatra de Diego Maradona. Esta é a última reviravolta em uma extensa investigação sobre a morte da lenda do futebol, morto na semana passada, que já ordenou confisco de arquivos do médico particular de Diego.

Promotores, por ordem judicial, realizaram buscas na casa e no consultório particular de Agustina Cosachov, em Buenos Aires, assim como haviam feito no domingo (29) com as propriedades do médico pessoal de Maradona, Leopoldo Luque.

"Estas são medidas de rotina ao investigar as causas da morte de um paciente", disse o advogado de Cosachov, Vadim Mischanchuk, à televisão local. "O que se busca é um histórico médico em telefones e computadores."

Maradona, que travou longas batalhas contra o vício, morreu de ataque cardíaco aos 60 anos na semana passada, após passar por uma cirurgia no cérebro no início de novembro devido a um coágulo sanguíneo.

A morte do vencedor da Copa do Mundo teve um efeito cascata em todo o mundo e trouxe uma onda de pesar da Argentina a Nápoles, na Itália.

Fã com faixa tenta entrar na Casa Rosada para o velório de Maradona
Fã com faixa tenta entrar na Casa Rosada para o velório de Maradona
Foto: Matias Baglietto/Reuters

Os promotores estão investigando uma possível "negligência" e, se os requisitos médicos necessários para atendimento foram atendidos, disse o advogado Mischanchuk.

Leia também:
Entenda por que homenagem de Messi a Maradona pode render multa ao Barcelona
Maradona uniu o povo, diz jornalista esportivo argentino
Fidel, Chávez e Cristina: Maradona era próximo a líderes de esquerda
Podcast: Maradona: o adeus ao ídolo argentino e o legado além do esporte

Duas fontes próximas ao caso, que não quiseram se identificar, disseram à Reuters que "os médicos são os principais alvos da acusação" pela morte de Maradona. A investigação apura possível morte por negligência médica, disseram.

O advogado de Maradona, Matias Morla, disse na semana passada que pedirá uma investigação completa das circunstâncias da morte do astro do esporte, criticando o que ele disse ter sido uma resposta lenta do serviço de emergência.