Seleção da Fifa surpreende até mesmo jogadores e técnicos vencedores dos prêmios

Até mesmo alguns vencedores de prêmios questionaram suas vitórias. Jürgen Klopp, do Liverpool, que venceu o prêmio de melhor técnico, disse não ser o melhor

Pedro Borg, colaboração para a CNN, em São Paulo
17 de dezembro de 2020 às 21:52
O prêmio Fifa The Best 2020 teve escolhas questionadas até mesmo pelos vencedores dos prêmios
Foto: Creative Commons

Premiação realizada pela Fifa, o The Best 2020 promoveu momentos inusitados nesta quinta-feira (17) ao selecionar profissionais do esporte que, com muito sinceridade, se disseram surpresos por terem sido escolhidos como os melhores em suas respectivas funções no futebol devido ao atual momento que vivem.

Megan Rapinoe é uma das melhores jogadoras do planeta e provou isso em 2019 quando liderou a seleção dos Estados Unidos ao título da competição e ganhou o prêmio The Best daquele ano.

Porém, 2020 foi um ano de baixa da jogadora, e, mesmo assim, ela foi eleita para a seleção do ano da Fifa. O problema é que nem ela mesmo concorda com a seleção e foi ao Twitter reclamar da escolha, uma vez que não joga desde março.

“Estou obviamente honrada de ter sido reconhecida pelos meus pares ao redor do planeta para o FIFPro World11. Ao mesmo tempo, encaro com surpresa que atingi os critérios para ser selecionada uma vez que não jogo uma partida desde março,” disse Rapinoe em seu Twitter.

Leia também

Rio Open é adiado por causa da pandemia do novo coronavírus

Fórmula 1 confirma GP em São Paulo até 2025 com novo nome

Unesco declara cuscuz Patrimônio Imaterial da Humanidade

"Temos tantas jogadoras fenomenais ao redor do mundo e todas nós precisamos fazer o que pudermos para reconhecê-las. O fato de eu ter sido selecionada mais uma vez lança luz sobre o fato de que, para impulsionar nosso jogo, precisamos continuar a investir no futebol feminino para dar a mais jogadoras a oportunidade de serem vistas na TV,” disse a americana.

Neuer o melhor do ano e Alisson no time da temporada

Se o goleiro brasileiro Alisson foi campeão do Campeonato Inglês, tirando o Liverpool de uma fila de mais de duas décadas, Manuel Neuer, do Bayern de Munique, abocanhou todos os títulos que disputou: Campeonato Alemão, Copa da Alemanha, Supercopa Alemã, Champions League e Supercopa da Uefa.

Os dois são os melhores goleiros do mundo - Alisson foi eleito o melhor goleiro de 2019 e, em 2020, o prêmio foi para o alemão. O problema? Na seleção ideal da temporada, o posto de goleiro não foi para Neuer e sim para o brasileiro.

Na seleção do ano da Fifa, o melhor goleiro do ano não é o titular. Mais uma opção complicada de entender.

Klopp: não sou o melhor, mas venci

Outro que questionou a própria escolha foi o treinador do Liverpool, Jurgen Klopp, eleito o técnico do ano de 2020, repetindo seu feito de 2019. Ao receber o prêmio, o alemão se disse “chocado” e “surpreso”.

Ele se tornou o primeiro técnico a vencer o prêmio de maneira consecutiva, mas não escondeu sua surpresa ao escutar que seu nome estava no envelope do vencedor. Ao terminar seu discurso, disse: “não sou [o melhor técnico], mas venci.”

Muitos da imprensa esportiva acreditavam que o prêmio deveria ir para Hans-Dieter Flick, técnico do Bayern de Munique, que em seu primeiro ano na equipe venceu todos os torneios que disputou.

Futebol de seleção ou de times?

A escolha de melhor técnico de futebol feminino do The Best também suscitou polêmicas. Foi escolhida Sarina Wiegman, treinadora da seleção holandesa e recém-contratada para ser a técnica da seleção feminina da Inglaterra.

Apesar de ter levado o time dos Países Baixos ao vice-campeonato da Copa do Mundo de 2019, em 2020 o calendário de seleções foi pequeno. Sem grandes competições entre seleções, o desempenho de Wiegman se concentrou nas eliminatórias para a Eurocopa de 2022, na qual a Holanda se classificou em primeiro lugar em um grupo em que os grandes adversários eram Rússia, Eslovênia e Kosovo.

Em agosto, ela aceitou o convite da Federação Inglesa de Futebol para se tornar a técnica do time feminino a partir de setembro de 2021.

Outro nome forte da lista de melhor técnico do futebol feminino é Jean-Luc Vasseur, do Lyon, uma das potências do futebol  de clubes feminino. Em seu primeiro ano na equipe, ele conquistou a tríplice coroa: Campeonato Francês, Copa da França e Champions League Feminina.