Após acidente com Palmas, CBF pede um minuto de silêncio em jogos deste domingo

Sobre a partida que aconteceria na segunda-feira entre Palmas e Vila Nova, a CBF disse que o jogo foi suspenso e será remarcado

Thâmara Kaoru, da CNN Brasil, em São Paulo
24 de janeiro de 2021 às 13:19 | Atualizado 24 de janeiro de 2021 às 14:23

 

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) decretou que seja respeitado um minuto de silêncio nas partidas de futebol deste domingo (24), após o acidente aéreo que matou o presidente e quatro jogadores do time do Palmas, além do comandante da aeronave.

O time viajaria para Goiânia, onde enfrentaria a equipe do Vila Nova para uma partida da Copa Verde nesta segunda-feira (25), no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga. A aeronave que levava os atletas e o técnico decolaria por volta de 8h15 da manhã. O bimotor ainda estava em procedimento de início de decolagem, a cerca de 500 metros da cabeceira da pista, quando teria caído.

 A confederação lamentou o ocorrido. “Profundamente consternada, a CBF se solidariza com as famílias das vítimas do acidente de avião, que tirou a vida do presidente do Palmas Futebol e Regatas, Lucas Meira, dos jogadores do clube Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Marcus Molinari e Ranule, e do piloto, comandante Wagner, na manhã deste domingo (24). Nossos sentimentos também vão para todos os membros do clube e para a torcida do Palmas”, informou a confederação em nota.

Sobre a partida que aconteceria nesta segunda-feira (25) entre Palmas e Vila Nova, pela Copa Verde, a CBF disse que o jogo foi suspenso e será remarcado em data posterior.

 Corpo de Bombeiros do Tocantins trabalha no local do acidente de avião que matou o técnico e quatro jogadores do time do Palmas

Foto: CPMTO/Reprodução