Flamengo supera Inter e vence Brasileirão pelo segundo ano consecutivo

Rubro-negro não se deu bem contra o São Paulo no Morumbi, mas se beneficiou de empate do colorado no Beira-Rio

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
25 de fevereiro de 2021 às 23:37 | Atualizado 26 de fevereiro de 2021 às 07:38

O Campeonato Brasileiro de 2020 terminou nesta quinta-feira (25) depois de uma temporada das mais atribuladas: adiada pela pandemia, a competição teve inúmeros casos de Covid-19 entre os participantes e sofreu com um calendário confuso e questionamentos diversos sobre a arbitragem e o VAR.

No final das contas, ganhou o campeonato o time que era o favorito um ano atrás: o Flamengo. De lá para cá, muita coisa mudou no rubro-negro, que perdeu o português Jorge Jesus para o Benfica e precisou reinventar o projeto que ganhou tudo em 2019.

A sétima conquista do Flamengo veio com o gosto amargo da derrota em 2 a 1 para o São Paulo, no Morumbi. Tampouco o técnico Rogério Ceni, que assumiu após uma passagem desastrosa do espanhol Domenèc Torrent, levanta a taça nos braços da torcida, que por vezes divergiu das suas escolhas em campo.

O Internacional, que chegou até a última rodada com chances de título, também não termina feliz o campeonato. O time surpreendeu com sequência de vitórias com o experiente técnico Abel Braga e viu perto como nunca a conquista da taça que encerraria um jejum de mais de 40 anos.

Perdeu a liderança na penúltima rodada e só não a recuperou na última por incompetência própria, já que o Flamengo perdeu e o colorado dependia só de si para ser campeão, mas ficou no 0 a 0 com o Corinthians em casa.

O São Paulo liderou boa parte do campeonato e acabou deixando o título escapar. Poderia ser pior se ficasse de fora da fase de grupos da Libertadores, o que a derradeira vitória impediu que ocorresse.

Tabela do Brasileirão

O Flamengo foi campeão brasileiro, com 71 pontos, apenas um a mais do que o Internacional. Além do rubro-negro, estão na fase de grupos da Libertadores: Internacional, Atlético-MG, São Paulo, Fluminense e Palmeiras (campeão da edição deste ano).

Na Libertadores, mas ainda sem vaga garantida na fase principal, estão Fluminense, Grêmio e Santos. Athlético-PR, Red Bull Bragantino, Corinthians, Ceará, Atlético-GO e o Bahia vão disputar a Copa Sul-Americana.

Vasco, Goiás, Coritiba e Botafogo estão rebaixados e vão disputar a Série B na próxima temporada. Chapecoense, América-MG, Juventude e Cuiabá foram os quatro primeiros colocados na segunda divisão e vão substituí-los.

1º - Flamengo - 71 pontos
2º - Internacional - 70 pontos
3º - Atlético-MG - 68 pontos
4º - São Paulo - 66 pontos

5º - Fluminense - 64 pontos
6º - Grêmio - 59 pontos
7º - Palmeiras - 58 pontos
8º - Santos - 54 pontos

9º - Athlético-PR - 53 pontos
10º - Red Bull Bragantino - 53 pontos
11º - Corinthians - 51 pontos
12º - Ceará - 50 pontos
13º - Atlético-GO - 50 pontos
14º - Bahia - 44 pontos

15º - Sport - 42 pontos
16º - Fortaleza - 41 pontos

17º - Vasco - 39 pontos
18º - Goiás - 38 pontos
19º - Coritiba - 31 pontos
20º - Botafogo - 28 pontos