Federações decidem manter jogos dos estaduais mesmo em meio a colapso na saúde

Federações de futebol de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais garantiram a continuidade das competições mesmo em casos de lockdown

Jairo Nascimento, da CNN, em São Paulo
04 de março de 2021 às 16:38 | Atualizado 04 de março de 2021 às 16:44
Corinthians e Palmeiras se enfrentaram nesta quarta-feira (3) em São Paulo
Corinthians e Palmeiras se enfrentaram nesta quarta-feira (3) em São Paulo
Foto: André Anselmo/Futura Press/Estadão Conteúdo

Os maiores campeonatos estaduais do Brasil não vão parar. As federações de futebol de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais garantiram a continuidade das competições mesmo em casos de lockdown ou medidas mais restritivas nas cidades e estados. 

Por conta do colapso no sistema local de saúde, os campeonatos do Paraná e Santa Catarina foram suspensos. No Amazonas, o estado com mais mortes e casos proporcionais da Covid-19 no Brasil, a competição está mantida. 

Todo estado de São Paulo adotará medidas mais restritivas quanto à pandemia e, mesmo com as mudanças, o governo estadual autorizou a continuidade das competições. A Federação Paulista de Futebol afirma que nenhum jogo será suspenso ou cancelado. 

Além das partidas do estadual, o Palmeiras joga em casa contra o Grêmio neste domingo (7) na final da Copa do Brasil 2020. 

O Corinthians divulgou, nesta semana, um surto de Covid-19 em seu elenco. São oito atletas e 11 funcionários contaminados e, mesmo assim, o time desfalcado enfrentou o Palmeiras em jogo pela segunda rodada do campeonato estadual. O Dérbi acabou em um empate de 2 a 2.

Por nota, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro explicou que adotou um protocolo sanitário para prevenção de contágio com medidas que “contribuam para o equilíbrio entre a manutenção da saúde coletiva e a sustentabilidade da atividade laboral”. 

Pelo texto, a entidade não confirma uma possível suspensão da competição estadual. Nesta quinta-feira (4), o Fluminense estreia fora de casa em jogo contra o Resende.

Jogos em meio ao colapso no Rio Grande do Sul

A capital do Rio Grande do Sul tem ocupação total dos leitos na rede pública e privada. Apesar da situação sanitária, a Federação Gaúcha de Futebol confirmou a manutenção da agenda de jogos do estadual.

Porto Alegre tem três times na série principal do campeonato: Grêmio, Internacional e São José.

Uberlândia, no Triângulo Mineiro, tem ocupação total dos leitos na rede pública e privada. Há quase 400 pessoas esperando por vagas em leitos de UTI e enfermaria. Nesta quinta-feira, passa a valer um plano mais intenso para contenção da pandemia na região, com permissão somente de serviços essenciais. O futebol não foi proibido. 

A cidade tem o Uberlândia Esporte Clube disputando o Campeonato Mineiro e os demais 11 times do estado têm partidas agendadas no estádio local, o Parque do Sabiá.  

A Federação Mineira de Futebol confirmou que todos os jogos estão mantidos no estado. Segundo a FMF, “ficou definido que o mandante indicaria outra praça para não interromper o andamento do campeonato” em caso de necessidade. A decisão foi tomada pela maioria dos clubes, ou seja, a competição seguirá mesmo com possíveis restrições nos municípios.

Amazonas seguirá competição

Amazonas é, proporcionalmente, o estado com mais mortes e casos do novo coronavírus no país e foi o primeiro a ter a saúde colapsada. Para a Federação Amazonense de Futebol, a pandemia está em queda no estado e, por isso, é possível começar a competição. 

Por enquanto, nenhum time solicitou cancelamento ou adiantamento de jogos. São nove times. O primeiro jogo acontecerá neste sábado (6), entre Manaus e JC, na Arena Amazônia.

Por determinação das respectivas federações, os campeonatos paranaense e catarinense foram suspensos. O sistema de saúde pública e privada de diversas cidades está próximo ao colapso; por isso, muitas prefeituras determinaram medidas restritivas. Não há prazo para o regresso do campeonato no Paraná e, em Santa Catarina, a volta está planejada para daqui 15 dias.

Cearense sem jogos na capital do estado

Nesta quinta-feira, a prefeitura de Fortaleza publicou um decreto que proíbe a realização de partidas do Campeonato Cearense na capital. Segundo a Federação Cearense de Futebol, os jogos serão transferidos para estádios da região metropolitana de Fortaleza. 

Apesar da restrição, o decreto permite os jogos da Copa do Nordeste e Copa do Brasil na capital cearense.