Agravamento da pandemia leva ao cancelamento do Rio Open de tênis de 2021

Competição mais importante do esporte na América do Sul não ocorrerá neste ano

Stéfano Salles, da CNN no Rio de Janeiro
02 de abril de 2021 às 08:25 | Atualizado 02 de abril de 2021 às 15:28
Chileno Cristian Garín exibe troféu da edição de 2020
Chileno Cristian Garín exibe troféu da edição de 2020
Foto: Divulgação/Rio Open

Principal campeonato de tênis da América do Sul, o Rio Open cancelou sua edição de 2021 no Rio de Janeiro por causa do agravamento da pandemia. O torneio, que já não foi realizado no ano passado, em função do coronavírus, estava adiado. No entanto, a organização confirmou que a versão de 2022 será realizada em fevereiro, no mesmo local em que a competição é disputada desde 2014, o Jockey Club Brasileiro, na Gávea. 

O anúncio aconteceu após o mês mais letal da pandemia de Covid-19 no Brasil. Março deixou um saldo de 66.868 pessoas mortas pela doença. O comunicado da organização foi feito na quinta-feira, primeiro dia de abril, quando o estado do Rio de Janeiro bateu o seu recorde de óbitos pela doença: 387. 

Diretor do Rio Open, Luiz Carvalho lamentou as circunstâncias que levaram à necessidade do cancelamento da competição, disputada em quadras de saibro: “Lutamos até o final para conseguir realizar o evento ainda em 2021 mas infelizmente não foi possível. No momento em que anunciamos a não realização, já começamos a trabalhar para entregar uma edição ainda mais especial para matar essa saudade que 2021 vai deixar", afirmou. 

Segundo a organização, o evento, que reúne disputas masculinas e femininas, individuais e em duplas, reúne cerca de 50 mil pessoas por ano. Deste público, 30% é de fora da cidade e a visita especialmente para acompanhar a competição. Por ela, já jogaram grandes nomes do esporte, como Rafael Nadal, campeão de 2014, e David Ferrer. 

Diretora geral da competição, Márcia Casz prometeu uma competição de nível ainda mas alto no ano que vem. “É uma demonstração do respeito que temos pelo nosso público e pelo Rio de Janeiro. Mas podem estar certos de que estamos trabalhando para fazer da edição de 2022 uma grande celebração, um encontro inesquecível”, afirmou. 

Em 2020, a última edição realizada, o chileno Cristian Garín foi o vencedor na edição masculina do ATP 500, a terceira série mais importante da Associação de Tenistas Profissionais (ATP). Nas duplas, o espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos levaram a melhor. 

Desde a última quinta-feira, o Jockey Clube Brasileiro, sede da disputa, tem funcionado como posto do município para vacinação de idosos contra a Covid-19.