Justiça determina volta de lockdown e põe em xeque finais do futebol em Brasília

Cidade seria sede de final de Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana, além de jogo do Santos pela Pré-Libertadores

Adalberto Leister Filho, da CNN em São Paulo
08 de abril de 2021 às 17:19 | Atualizado 08 de abril de 2021 às 17:28
Bola de futebol, Covid-19
Bola de futebol ao lado de seringa e ampola em alusão à vacina para Covid-19
Foto: Fernando Moreno/AGIF/Estadão Conteúdo

O desembargador Souza Prudente, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), derrubou a decisão que suspendia o lockdown no Distrito Federal. Por isso, atividades não essenciais estão proibidas, incluindo eventos esportivos.

O problema é que o estádio Mané Garrincha, em Brasília, abrigaria as finais da Supercopa do Brasil e da Recopa Sul-Americana, além de jogo do Santos pela Pré-Libertadores. O evento mais próximo é a decisão da Supercopa do Brasil, entre Flamengo e Palmeiras, que está marcada pada o próximo domingo, às 11h. A taça reúne o campeão do Brasileirão (Flamengo) e o vencedor da Copa do Brasil (Palmeiras).

Na terça, às 21h30, o Santos faria a partida de volta contra o San Lorenzo, da Argentina. Quem passar na eliminatória garante vaga na fase de grupos da Libertadores. No jogo de ida, na Argentina, o time paulista venceu por 3 a 1.

Finalmente, na quarta-feira, o Palmeiras decidiria a Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia, da Argentina. No jogo de ida, disputado na última quarta-feira, os paulistas venceram por 2 a 1. A competição reúne o campeão da Libertadores (Palmeiras) e o da Copa Sul-Americana (Defensa y Justicia).

Procurados, CBF, organizadora da Supercopa do Brasil, e Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), que gere Recopa Sul-Americana e Libertadores, não se manifestaram.

O Flamengo afirmou que “aguarda os desdobramentos” da história. O Palmeiras disse que “Informações sobre data, horário e local de jogo são sempre com as respectivas entidades organizadoras”. Tanto o time carioca como o paulista afirmaram que mantêm suas programações. Flamengo e Palmeiras, a princípio, viajariam a Brasília nesta sexta-feira.

Já o Santos seguiu a linha dos outros clubes. "Temos de aguardar a Conmebol e CBF. Não podemos mudar o jogo, sem autorização das entidades. Temos um prazo definido no regulamento. Estamos aguardando", respondeu o time da Vila Belmiro através de sua assessoria de imprensa.