Após surto de Covid, River terá jogador de linha no gol pela Libertadores

Surto de Covid-19 no elenco atinge 4 goleiros inscritos em competição; volante Enzo Pérez, lesionado, será improvisado no gol

Adalberto Leister Filho, da CNN, em São Paulo
18 de maio de 2021 às 21:03
O volante Pérez, do River Plate, que terá que jogar no gol após surto de Covid
O volante Enzo Pérez, do River Plate, que terá que jogar no gol após surto de Covid
Foto: River Plate/Divulgação

Atingido por um surto de Covid-19, o River Plate deve enfrentar o Independiente Santa Fé, da Colômbia, nesta quarta-feira, pela Libertadores com o volante Enzo Pérez improvisado no gol.

A situação surreal aconteceu porque a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), seguindo o regulamento, não aceitou a inscrição dos goleiros Alan Díaz e Agustín Gómez para a partida. Armani, Bologna, Lux e Petroli, os quatro goleiros que o River inscreveu na competição, testaram positivo para o novo coronavírus e estão em isolamento.

Por conta da pandemia, a Conmebol liberou todos os clubes que disputam a Libertadores a inscrição de até 50 atletas na competição. Mas o técnico Marcelo Gallardo optou por inscrever apenas 32 atletas e acabou pagando caro pela falta de precaução. Um surto de Covid-19 atingiu 25 pessoas no clube, sendo 20 jogadores.

Entre os atingidos estão alguns destaques do time, como o meia De La Cruz e o atacante Borré, que chegou a ser especulado em Grêmio e Palmeiras no início do ano.

Com isso, o River Plate ficou com apenas 12 atletas aptos a atuar na Libertadores. O problema é que dois deles, Enzo Pérez e Pinola estão lesionados. Assim, só restaram dez jogadores para colocar em campo e nenhum goleiro. A solução deve ser improvisar o lesionado Pérez para jogar no gol. O volante até brinca de goleiro em alguns treinos do River, mas tem apenas 1,77 m, sendo muito baixo para a posição.

Não bastasse isso, Gallardo também não terá possibilidade de fazer substituições na partida. Se algum jogador se machucar, terá que ficar com um a menos. A única formação possível para esta quarta seria: Enzo Pérez; Casco, Lecanda, Maidana, Martínez e Angileri; Carrascal, Peña Biafore e Paradela; Álvarez e Fontana.

Apesar do número limite de atletas para colocar em campo, pelo regulamento a única possibilidade de adiamento do jogo seria se o River Plate tivesse menos de sete jogadores, número mínimo para que um clube possa jogar.