Christian Eriksen posta foto e mensagem de agradecimento aos fãs

Jogador da Dinamarca deve um colapso em campo no último sábado (12); após a parada cardíaca, ele se recupera bem no hospital

Reuters
15 de junho de 2021 às 07:42 | Atualizado 15 de junho de 2021 às 09:38
Christian Eriksen no hospital
Christian Eriksen agradeceu aos fãs e postou uma foto nas redes sociais nesta terça-feira (15); ele se recupera no hospital
Foto: Reprodução/Redes sociais Christian Eriksen

O jogador Christian Eriksen, da Dinamarca, disse que está se sentindo "bem dadas as circunstâncias" e expressou gratidão pela enxurrada de mensagens que recebeu após sofrer uma parada cardíaca durante a estreia da Euro 2020 no último sábado (12).

Este foi seu primeiro comentário público desde o colapso em campo. "Muito obrigado pelas mensagens e surpreendentes cumprimentos de todo o mundo. Significa muito para mim e minha família", disse Eriksen em uma postagem nas redes sociais. "Estou bem dadas as circunstâncias", escreveu.

A postagem foi acompanhada por uma foto do jovem de 29 anos deitado em uma cama de hospital, sorrindo e fazendo o sinal de positivo. "Mas me sinto bem. Agora, vou torcer pelos meninos da seleção da Dinamarca nas próximas partidas, jogar por toda a Dinamarca", acrescentou.

O técnico da Dinamarca, Kasper Hjulmand, disse que seria "muito emocionante" para os jogadores voltarem ao estádio onde testemunharam o colapso de seu companheiro de equipe.

"Eu disse – muito propositalmente – que Christian é o coração de nossa equipe. Ele é o pulso, o ritmo de nosso jogo", disse Hjulmand a repórteres nesta terça-feira (15). "Ninguém pode substituir Christian. Mas faremos algo juntos, algo diferente", acrescentou Hjulmand.

Colapso e posição da UEFA

Eriksen desmaiou pouco antes do intervalo na partida contra a Finlândia e foi levado ao hospital após receber uma ressuscitação cardiopulmonar dentro de campo.

A UEFA ofereceu aos jogadores, que se reuniram no vestiário, a opção de retomar o jogo na noite de sábado ou recomeçar no domingo, às 12h00 (no horário local).

Hjulmand reforçou as suas críticas à forma como a UEFA lidou com o incidente. "Senti que os jogadores e eu estávamos sendo pressionados. Essa é a verdade. Todo o resto não é verdade", disse Hjulmand.

Christian Eriksen em partida válida pela Eurocopa
Foto: Lars Ronbog/FrontZoneSport via Getty Images

"Eu teria gostado se a UEFA tivesse dito: é claro que não haverá mais jogos esta noite, vá para casa e veremos isso mais tarde", acrescentou.

A UEFA disse nesta segunda-feira (14) que tratou do assunto com o maior cuidado possível na altura. "A UEFA tem a certeza de que tratou o assunto com o maior respeito pela situação delicada e pelos jogadores. Foi decidido reiniciar o jogo apenas depois de as duas equipas terem pedido para terminar o jogo na mesma noite", diz o comunicado.

(Reportagem de Stine Jacobsen; edição de Peter Rutherford e Ed Osmond)