Milwaukee Bucks é campeão da NBA com atuação histórica de Giannis Antetokounmpo

Equipe vira série final contra o Phoenix e quebra jejum de 50 anos

Da CNN, em São Paulo
21 de julho de 2021 às 01:31 | Atualizado 21 de julho de 2021 às 15:38
Giannis Antetokounmpo
Título da NBA do Milwaukee Bucks consagra Giannis Antetokounmpo
Foto: AP Photo/Paul Sancya

O Milwaukee Bucks, com grande atuação do astro Giannis Antetokounmpo, quebrou um jejum de meio século e voltou a conquistar o título da NBA, a principal competição de basquete do mundo. Em casa, em partida que terminou na madrugada desta quarta-feira (21), a equipe bateu o Phoenix Suns por 105 a 98 no sexto jogo da decisão e fechou a série final, de virada, com quatro vitórias contra duas do adversário.

Grego de família nigeriana, Antetokounmpo marcou nada menos do que 50 pontos, quase metade da pontuação da equipe, e ainda pegou 14 rebotes e fez cinco tocos. Com a atuação arrasadora, ele faturou o prêmio de MVP das finais. 

O Bucks chega a seu segundo título na história da liga profissional de basquete dos Estados Unidos. O primeiro foi em 1971. A equipe de Phoenix buscava seu primeiro título na história da NBA – também foi vice em 1976 e em 1993.

Na série decisiva de 2021, o Bucks começou com duas derrotas na quadra do adversário, mas reagiu e emendou quatro vitórias seguidas – duas em casa, uma como visitante e a desta noite como mandante outra vez. Com isso, impediu que a decisão chegasse à sétima partida, que seria realizada em Phoenix.

Arrancada para o título

O Bucks começou a partida em ritmo forte e venceu o primeiro quarto por 29 a 16. O Suns reagiu no segundo quarto e virou o placar. O primeiro tempo terminou com o time de Phoenix à frente, com 47 a 42.

No terceiro quarto, o Bucks voltou a crescer e virou o placar, mas cedeu o empate no final. As equipes terminaram iguais em 77 pontos. No quarto final, o time de Milwaukee comandou o placar e controlou a vantagem.

Para chegar à decisão nacional, o Bucks conquistou antes o título da Conferência Leste depois de superar o Brooklyn Nets na semifinal e o Atlanta Hawks na final. A reação diante do Nets e a arrancada para o título salvaram o emprego do técnico Mike Budenhozer, que comandou o Bucks pela terceira temporada e acumulava eliminações nas fases decisivas.

Dois dos principais jogadores do Bucks, Khris Middleton e Jrue Holiday, vão se apresentar à seleção dos Estados Unidos que disputa os Jogos Olímpicos de Tóquio. Devin Booker, do Suns, também se juntará à seleção norte-americana no Japão. A Grécia, de Antetokounmpo, está fora da Olimpíada.