Abel Ferreira tem “trabalho muito forte” no emocional do Palmeiras, diz Felipão

À CNN, ex-técnico do Palmeiras analisou preparação do técnico português com jogadores e fez sua previsão sobre resultado da partida

Giovanna GalvaniJorge Fernando Rodriguesda CNN

Ouvir notícia

Com as expectativas em alta para a final da Copa Libertadores da América neste sábado (27), o técnico Luiz Felipe Scolari avaliou, em entrevista à CNN, que Abel Ferreira, dirigente do Palmeiras, desenvolveu um bom trabalho emocional com os jogadores frente à possibilidade do tricampeonato.

Scolari, que dirigiu o Palmeiras na conquista da primeira Libertadores do time, em 1999, disse que o técnico português “trabalha com muita ênfase na parte emocional, com um trabalho mental muito forte”, o que faz com que os atletas procurem “situações” no jogo.

Felipão destacou que este aspecto também já é trabalhado pelo Flamengo, dirigido por Renato Gaúcho. “Os dois devem trabalhar e já trabalharam esse aspecto mental, que poderá definir num jogo só o campeão de uma Libertadores”, afirmou.

Para Felipão, o Palmeiras poderá ter “bastante dificuldade” com o ataque do Flamengo, o qual ele definiu como “criativo” e com “grande improvisação de seus atacantes”.

“Se o jogo fosse disputado há 30 ou 45 dias, o Palmeiras estaria em melhor situação emocional do que o Flamengo, que deu uma crescida e acrescentou, pelo o que a gente nota, algumas características que não possuía”.

No entanto, o ex-treinador está confiante na conquista do título pelo time paulista. “Nunca se esqueça que o Palmeiras é um time de virada, de campeões, que luta de forma fantástica em todos os momentos”, disse.

O técnico fez previsão de que a partida irá acabar com uma vitória de 1 a 0, mesmo achando “difícil o Flamengo não fazer gol”. “Acho que o Palmeiras vai estar fechadinho para ganhar”, afirmou.

Relembre a trajetória do Palmeiras na Copa Libertadores de 2021

Mais Recentes da CNN