Aberto da Austrália: até 600 entram em isolamento por caso de Covid-19 em hotel

Um único caso de Covid-19 em um hotel de quarentena em Melbourne forçará os organizadores do Aberto da Austrália a isolar até 600 jogadores e oficiais

Por Ivana Kottasová e Angus Watson, da CNN

Ouvir notícia

Um único caso de Covid-19 em um hotel de quarentena em Melbourne forçará os organizadores do Aberto da Austrália a isolar até 600 jogadores, oficiais e equipe de apoio, apenas quatro dias antes do início do campeonato de tênis.

O governador do estado de Victoria, Daniel Andrews, disse na noite de quarta-feira que um bombeiro voluntário de 26 anos que trabalhava como oficial de apoio residente durante o torneio testou positivo para o vírus. Até então, o estado não via transmissão local do vírus há 28 dias.

Novas restrições foram impostas aos 6,7 milhões de habitantes do estado. As máscaras são obrigatórias em locais públicos fechados e novos limites foram estabelecidos para o número de pessoas que podem se reunir em uma casa.

 

Aberto da Austrália é primeiro Grand Slam de tênis da temporada
Aberto da Austrália é primeiro Grand Slam de tênis da temporada
Foto: Instagram/ Australian Open/ Reprodução

Andrews disse que as novas regras estão sendo postas em prática “com muita cautela” e devido à possibilidade de o caso ter sido causado por uma nova cepa do coronavírus – embora ele tenha dito que o sequenciamento genético necessário para determinar se esse é o caso ainda não terminou.

O homem não identificado trabalhou pela última vez no hotel Grand Hyatt em 29 de janeiro e testou negativo para o vírus no final de seu turno naquele dia. No entanto, ele posteriormente desenvolveu sintomas e testou positivo na quarta-feira.

Como resultado, Andrews disse que de 500 a 600 pessoas hospedadas no hotel foram consideradas “contatos próximos” e terão que se isolar até que retornem um teste negativo.

Ele disse que a situação não deve impactar o Aberto da Austrália em si, que começa segunda-feira.

Quando questionado por um repórter se esse era o pior cenário antes do primeiro evento do Grand Slam do ano, Andrews respondeu: “eu não o descreveria nesses termos. Temos um caso. Vamos trabalhar muito É difícil manter os números o mais baixo possível. As decisões foram tomadas e prosseguiremos o que pudermos na próxima semana. “

A corrida até o torneio foi moldada pelo medo do coronavírus. Na chegada a Victoria, 72 jogadores foram colocados em quarentena de 14 dias antes de suas partidas do Grand Slam, depois que os passageiros em seus voos testaram positivo para Covid-19.

Para compensar o tempo de treinamento perdido, os organizadores do torneio agendaram um novo evento de aquecimento para jogadores que não puderam treinar durante a quarentena. No entanto, o novo caso identificado na quarta-feira obrigou os organizadores a cancelar os jogos marcados para quinta-feira.

Mais Recentes da CNN