Atleta síria de 12 anos, a mais jovem dos Jogos, cai na estreia do tênis de mesa

Hend Zaza perdeu para uma austríaca de 39 anos, e já fala em trabalhar duro para jogar mais partidas da próxima vez

Hend Zaza é a primeira esportista de seu país a disputar as Olimpíadas no tênis de mesa
Hend Zaza é a primeira esportista de seu país a disputar as Olimpíadas no tênis de mesa Foto: Kin Cheung/AP

Eimi Yamamitsu, da Reuters

Ouvir notícia

A atleta mais jovem competindo nas Olímpiadas, a síria Hend Zaza, de apenas 12 anos, foi eliminada na primeira rodada do torneio de tênis de mesa na noite desta sexta-feira (23), registrando uma selfie com sua adversária austríaca para relembrar a ocasião.

Zaza jogou com uma oponente mais de três vezes mais velha, Liu Jia, de 39 anos, na primeira rodada das preliminares do torneio individual feminino, mas não mostrou sinais de nervosismo, se mantendo firme apesar da derrota por 4 a 0.

“Eu acho que eu dei meu máximo durante o jogo. A principal lição é ter perdido esse jogo, especialmente sendo o primeiro. Então da próxima vez eu vou trabalhar duro para passar pelo primeiro, segundo, terceiro, porque eu quero jogar mais nessa competição”, ela disse após a partida.

Mais jovem atleta olímpica desde o espanhol Carlos Front, que tinha 11 anos em 1992, Zaza nasseu em Hama, na Síria, numa família de atletas em que começou a praticar o tênis de mesa aos cinco anos.

Segundo seu treinador, Adham Jamaan, ela conseguiu participar de apenas duas ou três partidas internacionais por ano por conta da guerra civil no país.

Quedas frequentes de energia também a restringiram a treinar às vezes apenas durante o dia. Mas Zaza superou as expectativas depois de vencer as eliminatórias olímpicas da Ásia Ocidental na Jordânia, ano passado, tornando-se a primeira mesatenista de seu país a chegar numa edição de Jogos Olímpicos.

Mais Recentes da CNN