Atlético-MG recebe taça de campeão brasileiro neste domingo (5)

Expectativa é de quase 60 mil alvinegros nas arquibancadas do Mineirão; taça será entregue após jogo contra o Bragantino

Lincoln Chavesda Agência Brasil

Ouvir notícia

O Atlético-MG terá casa cheia no primeiro jogo ao lado da torcida desde a confirmação do título brasileiro por antecipação.

Neste domingo (5), às 16h, o Galo encara o Red Bull Bragantino no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 37ª e penúltima rodada da competição.

Animada pela conquista que não acontecia há 50 anos, a torcida atleticana esgotou, em apenas cinco horas, os cerca de 60 mil ingressos postos à venda.

A expectativa é que os alvinegros quebrem o recorde de público desta edição do Brasileirão, que pertence ao próprio Galo: 54.186 pagantes na vitória de 1 a 0 sobre o América-MG – também no Mineirão.

A festa pelo título virou a madrugada da última sexta-feira (3), com os torcedores se reunindo na Praça Sete, no centro de Belo Horizonte, para celebrar e receber o elenco, que viajou de Salvador logo depois da vitória de 3 a 2 sobre o Bahia, na Arena Fonte Nova, que levou a equipe aos 81 pontos e decretou a conquista.

A comemoração, com direito a desfile dos atletas em carro aberto, só terminou por volta das 5h.

Apesar do título já assegurado, o Atlético deve mandar força máxima a campo. O atacante Diego Costa e os volantes Allan e Jair, que cumpriram suspensão, devem retornar à equipe.

Além do zagueiro Rever, lesionado, outro desfalque é o atacante Eduardo Sasha, que levou o terceiro amarelo diante do Bahia. A provável escalação terá: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Matías Zaracho; Keno, Hulk e Diego Costa.

Alheio às celebrações atleticanas, o Bragantino tem chances de festejar neste domingo. Quinto colocado do Brasileiro, com 53 pontos, o Massa Bruta tem a oportunidade de se garantir na próxima Libertadores se vencer no Mineirão.

Seria a primeira participação do atual vice-campeão da Sul-Americana na principal competição do continente. Mas a fase dos paulistas é ruim, com apenas uma vitória nos últimos oito jogos.

Mais Recentes da CNN